Vous êtes sur la page 1sur 5

AES AFIRMATIVAS

Aes Afirmativas

So atos ou medidas especiais e temporrias, tomadas

ou determinadas pelo estado, espontnea ou


compulsoriamente, com o objetivo de eliminar
desigualdades historicamente acumuladas, garantindo a
igualdade de oportunidades e tratamento, bem como de
compensar perdas provocadas pela discriminao e
marginalizao, decorrentes de motivos raciais, tnicos,
religiosos, de gnero e outros.
Exemplos:
Sistemas de cotas sociais e raciais nos vestibulares e concursos

pblicos, buscam equiparar a desigualdade social que,


consequentemente, gera a desigualdade econmica.
Existem ainda aes afirmativas que so desenvolvidas fora do Estado

por instituies da sociedade civil com autonomia suficiente para


decidir a respeito de seus procedimentos internos, tais como partidos
polticos, sindicatos, centrais sindicais, escolas, igrejas, instituies
privadas etc. As aes afirmativas, neste sentido podem ser
temporrias ou no, dependendo das normas que as criaram.
LEI N 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991, lei de
contratao de Deficientes nas Empresas. Lei 8213/91, lei
cotas para Deficientes e Pessoas com Deficincia dispe
sobre os Planos de Benefcios da Previdncia e d outras
providncias a contratao de portadores de necessidades
especiais.
Art. 93 - a empresa com 100 ou mais funcionrios est
obrigada a preencher de dois a cinco por cento dos seus
cargos com beneficirios reabilitados, ou pessoas
portadoras de deficincia, na seguinte proporo:
- at 200 funcionrios.................... 2%
- de 201 a 500 funcionrios........... 3%
- de 501 a 1000 funcionrios......... 4%
- de 1001 em diante funcionrios... 5%
Discriminao Positiva

Discriminao positiva um tipo de discriminao que


tem como finalidade selecionar pessoas que estejam em
situao de desvantagem tratando-as desigualmente e
favorecendo-as com alguma medida que as tornem
menos desiguais. um processo que tem como objetivo
tornar a sociedade mais igualitria diminuindo os
desequilbrios que existem em certos grupos sociais. Por
exemplo, a reserva de vagas de cargos pblicos para
deficientes fsicos determinada pela Constituio
Brasileira de 1988, ou ainda a reserva de uma
determinada quantidade de vagas nas universidades
pblicas para alunos afro-descendentes ou da rede
pblica.