Vous êtes sur la page 1sur 56

Relações

Interpessoais
Módulo I
Comunicação
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

O QUE É A
3 COMUNICAÇÃO?

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Comunicar é:

2
• Por em comum…

3
• Partilhar o que pensamos…

• Partilhar o que sentimos…


4

• Partilhar o que queremos ou desejamos…


Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

2
Comunicação é:

Informação é:
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Será tudo isto comunicação?
Clique em cada imagem para confirmar
2

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

Televisão
2

Seja TV, vídeo, DVD, cinema rádio estes funcionam


como meios de transmissão de informação ou de
3 imagens, sons, histórias, acontecimentos ou
sentimento. São meios de informação de Massa,
normalmente designados MASS MEDIA.

4
Confuso? Lembra-se da diferença entre
Informação e Comunicação? Comunicar é
sempre uma via de dois sentidos. Neste caso
Terminar a
Leitura é de um sentido logo é INFORMAÇÃO.

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

Jornal
2
Ao contrário do de vulgarmente se diz
os jornais, revistas, livros, etc., são
meios de transmissão de informação ou
3 de uma história, acontecimento ou
sentimento.

4 Confuso? Lembra-se da diferença entre Informação


e Comunicação? Comunicar é sempre uma via de
dois sentidos. Neste caso é de um sentido logo é
INFORMAÇÃO.
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

Música
2

Um CD, cassete, ou disco é um modo de expressão de


3 sentimentos, ideias, etc. Pode ser um veículo de
informação ou de propaganda.

4 Apesar de normalmente ser utilizado o termo


comunicação para designar um CD, uma música
não há uma relação activa entre dois elementos,
funcionando apenas num sentido, logo não é
Terminar a
Leitura Comunicação.

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

Concerto de Música
2 Peça de Teatro

Existe uma relação entre o(s) artista(s) e a audiência. A


3 actuação vai provocar reacções no público. Estas reacções
são também sentidas pelos artistas que poderão
estabelecer uma maior ou menor relação de comunicação.

4
Neste caso há Comunicação pois existe uma troca de
informações entre artista e público. Havendo uma via de
Terminar a de dois sentidos, há COMUNICAÇÃO.
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

Conversa
2

Nesta imagem temos dois tipos de conversa, via telemóvel e


3 presencial. A diferença entre as duas é que na primeira
quem fala não vê a outra pessoa, enquanto que
presencialmente a comunicação é verbal e não verbal.

4
Neste caso há Comunicação pois existe uma participação
activa de das pessoas na conversa. Havendo uma via de
Terminar a dois sentidos, há COMUNICAÇÃO.
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
MODELO DE COMUNICAÇÃO

Emissor
2 MENSAGEM Receptor

Código da
3 mensagem

Canal
4

Retorno
Terminar a
Leitura
Clique em cada elemento do modelo para saber mais.
Já leu
Diapositivos neste tudo?
módulo - 16 Então clique na seta de Avançar.
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

EMISSOR
2

3 É o Sujeito que envia a mensagem.


É a fonte de emissão.

O emissor deve perceber quando e


4 como pode entrar em comunicação
com o outro.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

MENSAGEM
2
É o conteúdo da comunicação,
tendo o conjunto de informações
transmitidas;
3
Deve ser oportuna e motivadora;

Deve prender a atenção do


4 receptor.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
CÓDIGO

2
Conjunto de sinais e regras que
permitem transformar o pensamento
em informação, capaz de ser
3 entendida pelo receptor.

A língua portuguesa é um código, com regras e sinais


4 próprias, diferentes da língua coreana, por exemplo,
que tem diferentes regras e sinais.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

CANAL
2

Suporte de transmissão da mensagem


do emissor ao receptor.
3
Pode ser natural – o ar que transporta
a voz – ou pode ser artificial – um
telefone, sistema de som, etc.
4

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

2 RECEPTOR

É o destinatário da mensagem. É o
sujeito que recebe a mensagem;
3
Deve estar sintonizado com o
emissor para que possa entender a
mensagem;
4
É tanto mais receptivo quanto
maior for a sua abertura ao outro.
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
RETORNO

2 A Informação de retorno permite ajustar a mensagem,


de modo a ter uma comunicação eficaz.

Permite orientar as nossas comunicações futuras. Dá


3 pista sobre o que dizemos mas também como fazemos.

É essencial para o contacto com os outros. A


continuidade ou não da comunicação depende da
maneira como ela influenciou e foi recebida pelos outros.
4

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 16


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

Linguagem Verbal
3 e Não Verbal

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Usamos dois tipos de linguagem.

A Linguagem verbal que estabelece uma relação


2
directa entre a palavra e o seu significado.

A Linguagem não-verbal que permite uma relação


directa, de semelhança, entre a comunicação e aquilo
3 que ela representa

Qualquer que seja a linguagem ou o processo de


comunicação utilizado pelos povos, estes
4 correspondem às suas necessidades e está adaptado
para responder às exigências específicas da sua
vivência ou cultura, sendo por isso eficaz no seu
contexto.
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

A linguagem é um processo que permite


representar um objecto ou um conjunto de objectos
2 na sua ausência.

• Linguagem Verbal
3 Clique na Frase
pretendida para
continuar

4 • Linguagem Não-verbal

Terminar a Se já leu sobre Linguagem Verbal e Linguagem


Leitura
Não -verbal clique na seta de Avançar.
Diapositivos neste módulo - 13
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Linguagem Verbal

A linguagem verbal é composta pela linguagem escrita e


2 oral, constitui o principal veículo para transmitir ideias. As
palavras são como símbolos. Existe também a linguagem
Gestual que utiliza gestos como veículo de transmissão de
palavras, ideias e objectos.
3
Estes são o veículo de transmissão
que existe entre as pessoas e que
pode ser manipulado para trocar
mensagens.
4

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Linguagem Escrita Linguagem Oral Linguagem gestual

A linguagem escrita, além de ser mais lógica e clara, é


2 cuidadosamente pensada sendo facilmente verificável.
Porém, é um processo mais moroso e muito subjectivo no
capítulo da interpretação da mensagem. O retorno
(feedback) que se pode obter é muito reduzido.
3
Para que a escrita seja o mais
eficaz possível e o seu
significado possa ser
interpretado o mais clara e
4
correctamente possível, não
devemos escrever palavras
ambíguas. Devemos optar por
Terminar a frases curtas, com conteúdo, e
Leitura parágrafos curtos e claros.
Diapositivos neste módulo - 13
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Linguagem Escrita Linguagem Oral Linguagem gestual

A linguagem oral permite pedir retorno (feedback) imediato,


2 pois os actos de comunicação ocorrem a grande
velocidade. É uma linguagem que permite fácil correcção
mas também permite uma maior falta de rigor e uma
grande possibilidade da mensagem ser distorcida.
3
Assim, na comunicação oral, face a face, é importante que
se pronunciem as palavras correcta e claramente,
utilizando palavras simples. O emissor deve estar
4 concentrado na sua mensagem e levar os outros a fazer o
mesmo.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Linguagem Escrita Linguagem Oral Linguagem gestual

Devemos acompanhar a palavra com


2 o gesto, não falando nem muito alto,
nem muito baixo. É também
importante manter uma boa postura,
mostrando um olhar interessado e um
3 rosto receptivo.

Ao telefone devemos preparar o que


se vai dizer, pensando nos pontos
4 principais que queremos abordar.
Para com o interlocutor devemos ser
simpáticos e atenciosos, tendo em
conta o tom de voz, a articulação e a
Terminar a pronúncia das palavras
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Linguagem Escrita Linguagem Oral Linguagem gestual

A comunicação é feita com o recurso às palavras que se


2 dizem através de gestos. É a linguagem usada por pessoas
surdas, mudas e surdas-mudas ou que não podem
comunicar naquela situação (EX: Mergulhadores)

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Linguagem Não-verbal

Quando duas pessoas se encontram, mesmo que não


2 falem, não deixam de comunicar porque todo o seu
comportamento tem uma dimensão comunicativa.
Através dela as emoções, os
sentimentos e mesmo os
3
pensamentos deixam-se transparecer
mais facilmente.

É um tipo de comunicação que


4 permite receber indicações dos
afectos do emissor, o qual nem
sempre tem consciência de tal
Terminar a
ocorrência.
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

SILÊNCIO
3 GESTOS

SORRISO
OLHAR
Terminar a
Leitura
Clique em cada imagem para saber mais.
Se já leu tudo continue a leitura clicando na seta de avançar.
Diapositivos neste módulo - 13
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Gestos Silêncio Olhar Sorriso

Os gestos são, um reforço da nossa


2 mensagem verbal. Através das mãos e
dos braços podemos verificar a
autenticidade ou não da mensagem.
Gestos nervosos poderão indicar receio
3 ou temor.

Os gestos devem reforçar o conteúdo da Comunicação


verbal e não devem ser exagerados. Quando estamos
4 zangados, os gestos tornam-se amplos, rápidos e
agressivos. Os gestos acompanham a linguagem oral e
reforçam a mensagem verbal, atribuindo-lhe um
significado mais profundo. São aprendidos e limitados
Terminar a pela sociedade e cultura onde estamos inseridos.
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Gestos Silêncio Olhar Sorriso

A sensibilidade aos silêncios e a


2 sua correcta interpretação, é
fundamental na Comunicação. Existem
diferentes tipos de silêncios:

3 • Silêncio Dogmático, próprio da pessoa que nada diz


porque não quer comunicar com o outro.

• Silêncio de quem está em permanente Comunicação,


4 como o caso dos namorados que contemplam o pôr do
sol. Trata-se de um silêncio cheio de calor e de
cumplicidade.
Terminar a
Leitura
• Silêncio Difícil, vivido pelas pessoas que não
comunicam porque não têm nada para dizer.
Diapositivos neste módulo - 13
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Gestos Silêncio Olhar Sorriso

O nosso olhar é uma fonte imensa de mensagens. Um


2 interlocutor atento ao nosso olhar pode verificar até que ponto
ele inspira simpatia ou hostilidade.

Dizemos aos outros muito através de:


3 Como Olhamos,
Para onde olhamos
Se olhamos directamente
Se evitamos o olhar
4 O que os olhos “dizem” ou
“sentem”
...
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Gestos Silêncio Olhar Sorriso

O nosso rosto está em permanente mobilidade e cheio de


2 expressão. O sorriso, o olhar, as sobrancelhas, o encolher
de ombros, etc., manifestam os nossos sentimentos,
reacções e emoções.

3 As nossas expressões faciais expressam os nossos


sentimentos, emoções e reacções, intencionalmente ou
não.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 13


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras da Comunicação

Parabéns. O seu
trabalho foi Isto é que é uma vida.
excelente e dentro Uma pessoa mata-se a
2 do prazo. Não trabalhar para acabar as
esperava outra coisa coisas a tempo e o
de si! resultado é dizerem que
não esperavam outra coisa
... está bem está.
Esperem pela próxima ...."
3

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

2
As Barreiras à comunicação são tudo o que
impede que a comunicação se efectue de
3 forma eficaz. Podem classificar-se em:

• Barreiras Externas
Clique na Frase
pretendida para
4 continuar
• Barreiras Internas

Terminar a Se já leu tudo sobre Barreiras Externas e Barreiras


Leitura
Internas clique na seta de Avançar.
Diapositivos neste módulo - 12
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

As BARREIRAS EXTERNAS referem-se ao


2 contexto onde decorre a comunicação, podendo
esta ser afectada pelo ruído, pela distância,
iluminação, etc.
É frequente haver situações em que somos
3 bombardeados com informação, perdendo a noção
do essencial e fundamental.
Por vezes, quando se determina o que interessa e o
que não interessa, ignoram-se informações
4
erradamente, como na situação em que uma chefia
rotula tudo de urgente e depois se admira de que,
quando era realmente urgente, as pessoas tenham
Terminar a trabalhado a uma velocidade normal.
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

Princípios Básicos
2
Canais Paralelos
Se, por exemplo, queremos alguém execute determinada
tarefa e lho comunicamos telefonicamente, é conveniente
3 que o reforcemos por escrito.

Escolha da Altura Certa


Se queremos a que alguém preste atenção ao que
4 pretendemos comunicar, é conveniente que escolhamos
uma altura em que a sua atenção não esteja dividida entre
o nosso assunto e outros.
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

As BARREIRAS INTERNAS são os obstáculos que estão


2 relacionados directamente com o emissor e com o receptor.

Podem ser causadas por problemas físicos (cansaço e


doença), da falta de motivação comunicar ou para
3 desempenhar as suas funções.

Neste caso, o sujeito pode nem estar interessado, nem


envolvido na relação com o outro, sendo pouco provável
4 que a mensagem seja recebida e interpretada
correctamente.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

As BARREIRAS INTERNAS são os obstáculos que estão


2 relacionados directamente com o emissor e com o receptor.
Podem ser causadas por problemas físicos (cansaço e
doença), da falta de motivação comunicar ou para
desempenhar as suas funções.
3
Neste caso, o sujeito pode nem estar interessado, nem
envolvido na relação com o outro, sendo pouco provável
que a mensagem seja recebida e interpretada
4 correctamente.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

As diferenças existentes entre as pessoas, ao nível da


2 educação, experiência e aprendizagem de significados,
dificultam a comunicação.

As pessoas que vivem em meios diferentes vêem a


3 realidade e as situações de forma diferente dão diferentes
significados às coisas.

Por outras palavras, todos nós termos Referências que


4 podem constituir uma barreira à comunicação. Na próxima
página encontra algumas dessas referências.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

Estereótipos
2 Temos a tendência a classificarmos as coisas e as
pessoas. Se soubermos que uma pessoa pertence a
uma destas categorias, mesmo sem a conhecermos,
tendemos, de imediato, a atribuir-lhe determinadas
3 características. A ideia base é que “conhecendo um,
conhecem-se todos”.

Trata-se de um fenómeno que contém alguns perigos,


4 porque nos impede de ver as pessoas tal como são.
Quando as enfrentamos, já temos algumas ideias
preconcebidas que influenciam, positiva ou
negativamente, a comunicação interpessoal.
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

Crenças e Valores
2 O ser humano, em geral, não gosta de ser contrariado
em relação ao que acredita realmente. Existe uma
selecção que faz com que as pessoas dêem mais
atenção aquilo que está de acordo com as suas crenças
3 e "não ouçam" aquilo que as contraria.

Se, por exemplo, determinado gestor acha que é óptimo


a gerir as pessoas, ao ouvir críticas e sentimentos de
4 desmotivação dos colaboradores, ele irá procurar outra
justificação qualquer, uma vez que esta contraria a sua
crença. Possivelmente irá dizer que o que eles querem é
ganhar mais ou trabalhar menos.
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

Atitude para com o a Pessoa


2 Para se comunicar com eficácia, é necessário ter atitude
positiva a cerca das pessoas com quem se comunica, ou
seja esforçarmo-nos para sermos claros e precisos.
Directa ou indirectamente, revelamos ao outro que
3 estamos ou não interessados na comunicação,
desencadeando nele, também, uma reacção igual.

Convém conhecer bem o receptor. Uma atitude que para


4 nós não parece ofensiva pode sê-lo quando interpretada
por outros. Por exemplo, se formos a um café ou loja e o
empregado nos perguntar "o que é que você quer?"
embora isso possa, na óptica do emissor, ser uma
Terminar a atitude simpática, na nossa (de cliente) é,
Leitura
no mínimo, falta de respeito.
Diapositivos neste módulo - 12
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

Atitude para com o Assunto


2 Dominar demasiado um assunto pode bloquear a
Comunicação porque poder-se-á pensar que o outro
recebe a mensagem facilmente. Não dominar bem um
assunto pode igualmente bloquear a Comunicação
3 porque o sujeito não expressa com clareza a sua
mensagem.

No primeiro caso, o emissor não se coloca no ponto de


4 vista do outro tentando compreender as possíveis
dificuldades de interpretação ou compreensão. No
segundo, o sujeito não adapta a mensagem aos
diferentes interlocutores, o que dificulta a Comunicação.
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

Atitude para consigo Próprio


2 A baixa auto-estima e falta de confiança constitui uma
barreira à comunicação.

Uma pessoa que não tenha confiança em si e


3 sobrevalorize os outros, não tem a capacidade de
organizar correctamente as suas ideias e transmiti-las
com clareza.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
Barreiras Externas Barreiras Internas

Tom de Voz, Expressões faciais e Posturas do Corpo


2 Podem ajudar ou atrapalhar a comunicação. Se, por
exemplo, uma pessoa se se entusiasmar durante uma
discussão pode correr o risco de ser entendida como
irada, quando na realidade apenas vive intensamente
3 um assunto que lhe interessa. Outro exemplo é aquela
pessoa que vem irritada de casa em virtude de um
desentendimento conjugal e ao chegar ao emprego com
o "sobrolho carregado", transfere para com quem
4 dialogue uma postura irada e agressiva, ainda que
inconscientemente.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 12


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

Etapas para uma comunicação Eficaz

Diapositivos neste módulo - 6


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

Apesar da comunicação ser a base das nossas relações


de um modo até inconsciente, muitas vezes possui
2 deficiências que nos leva a mal-entendidos ou enganos
que poderão acarretar consequências a nível pessoal e
de trabalho.

3 Deixam-se 7 passos que não sendo uma receita


milagrosa podem ajudar a comunicarmos de uma
maneira mais eficaz.

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 6


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
1º Passo – Definir o objectivo da comunicação
e ter uma ideia clara do que vai ser
transmitido.
2 Se não tivermos as ideias assentes sobre o que
queremos comunicar a mensagem principal pode-
se perder

3 2º Passo – Ter em atenção as características


do o destinatário da mensagem, ter em
consideração as características do receptor.
A sua disponibilidade para ouvir (para não entrar a
4 100 e sair a 200), competência ou experiência
relativamente ao assunto (para não ficarmos com
a sensação de que o receptor está a olhar para
nós como “um burro a olhar para um palácio”);
Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 6


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

1
3º Passo – Escolher os meios de comunicação
tendo em consideração:

2 • Os meios que o emissor domina – comunicamos


melhor através de ferramentas com as quais
estamos à vontade;

3 • Os meios adaptados ao receptor - não vale a


pena enviar uma mensagem escrita se não souber
ler mensagens no telemóvel;

• O número de meios a utilizar (há vantagem em


4 utilizar mais do que um meio);

• Adoptar uma linguagem clara e compreensível


Terminar a
para o destinatário (se o receptor não percebe é
Leitura porque o emissor não foi claro);
Diapositivos neste módulo - 6
Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

2 4º Passo – Despertar o interesse do receptor


Verificar a disponibilidade do receptor;
explicar os "porquês";

3
5º Passo – Ao transmitir a mensagem utilizar
símbolos familiares ao receptor;
Respeitar a concordância entre gestos verbais
4 (expressão facial, contacto visual, gestos, tom de
voz.);

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 6


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

2 6º Passo – Assegurar a verificação e retorno da


mensagem
O receptor necessita de mais esclarecimentos ou
informações ? Ficaram pontos por esclarecer ?
3
7º Passo – Constatação e efeito da comunicação.
Prever um tempo para constatar o efeito da
comunicação e analisar o seu grau de eficácia.
4

Terminar a
Leitura

Diapositivos neste módulo - 6


Comunicação
Módulo I
    
Relações Interpessoais

O sucesso das Relações assenta numa boa


2 comunicação.

O sucesso da Comunicação passa por si!

3 Comunique bem, Relacione-se Melhor!

4
Clique aqui para voltar Clique aqui Terminar a
ao Início Leitura

Diapositivos neste módulo - 6


Comunicação
Módulo I
Relações Interpessoais

1 OBJECTIVOS

Ver Descrição do Curso na Plataforma Formare


em:
2 www.formare.pt/requal

4
Comunicação
Módulo I
Relações Interpessoais

1
Programa

2 Este módulo será composto por:

Sessão Presencial - 1
Sessão Síncrona - 1
Sessões Assíncronas – Definido pelo formando
3

4
Comunicação
Módulo I
Relações Interpessoais

Exercícios e Questionários
1

Os principais exercícios serão realizados na sessão


presencial. No final será disponibilizado um
2 questionário de avaliação de conhecimentos que, no
entanto, não é eliminatório. Servirá apenas para
os formandos avaliarem o seu conhecimento
Global.
3
Haverão alguns exercícios na plataforma. Tenha
atenção às mensagens que serão colocadas na
plataforma pelos formadores.
4
Comunicação
Módulo I
Relações Interpessoais

2 Ficha Técnica

O conteúdo deste módulo foi elaborado por


Luís Miguel Costa no âmbito do Projecto REQUAL
3