Vous êtes sur la page 1sur 11

“O Canto Coral como coadjuvante

no tratamento das pessoas portadoras


de Parkinson”

Musicoterapeuta Jennifer Almeida


O que é Musicoterapia?
National Association for Music Therapy (1980):

“Musicoterapia é a utilização da música para atingir objetivos terapêuticos:


recuperação, manutenção e melhora da saúde física e mental. É a aplicação
sistemática da música, conduzida pelo musicoterapeuta em um ambiente
terapêutico, para produzir mudanças desejáveis no comportamento. Essas mudanças
habilitam o indivíduo que participa do processo terapêutico a experienciar uma
maior compreensão de si mesmo e de seu mundo, alcançando, consequentemente,
uma adaptação mais adequada à sociedade.
Como membro de uma equipe terapêutica, o musicoterapeuta participa da
análise dos problemas do indivíduo e da estruturação dos objetivos gerais do
tratamento antes de planejar e implementar as atividades específicas da
musicoterapia. Avaliações periódicas são realizadas para determinar a eficácia dos
procedimentos empregados.” (apud BRUSCIA, 2000, p. 280)
Lia Rejane Barcellos (1982):

“Musicoterapia é a utilização da música e/ou seus


elementos integrantes como objeto intermediário de
uma relação que permite o desenvolvimento de um
processo terapêutico, mobilizando reações
biopsicossociais no indivíduo com o propósito de
minimizar seus problemas específicos e facilitar sua
integração/reintegração no ambiente social normal.”
(apud BRUSCIA, 2000, p. 274)
A música e o envelhecimento andam juntos. Cada
indivíduo tem seu potencial musical. O processamento
no cérebro apresenta diversos efeitos positivos. Ela é
um recurso terapêutico, principalmente nas áreas
cognitivas e límbicas (SOUSA, 2006).

A respiração, a atividade muscular, a pulsação cardíaca, a


pressão sanguínea, o humor e o metabolismo são
afetados pela música e pelos sons. O corpo é um
instrumento configurando-se também como caixa de
ressonância e a voz caracterizando o som de cada
indivíduo. (TOURINHO, 2007)
Zanini (2003) informa sobre o cantar em grupo traz ao
idoso:

• à auto expressão
• o autoconhecimento e a auto realização
• estimulam o conhecimento do corpo através de exercícios de
relaxamento e respiração
• a melhora nas relações inter e intrapessoais, a amplificação da
voz, a revigorarão do aparelho fonador e a prevenção de
problemas de saúde mental, demências e distúrbios da
memória.
• A voz é utilizada como recurso para a comunicação,
expressão, satisfação e interação social.
Tipos de Côros
• Educacional
• Empresarial
• Artístico
• Terapêutico:
para terceira idade consiste num grupo conduzido por um
musicoterapeuta, com objetivos terapêuticos, nos quais o
cantar é a ferramenta para a comunicação, expressão, prazer e
relacionamento social.
Estudo sobre:

“A musicoterapia na doença de Parkinson”


Corte e Neto (2009):

A musicoterapia é essencial como um processo terapêutico, levando a


pessoa afetada por uma doença, como a DP, a manter uma posição“resiliente”
diante da vida, ao minimizar a sintomatologia motora e não-motora, a
transformar-se, a si mesma, diante da doença, sobrepondo-se a seus efeitos,
ganhando força até para estancá-la em sua progressão, além de conseguir
mudanças significativas até em outros companheiros.
Tudo isso porque a musicoterapia possibilita que a pessoa orquestre
mente, corpo e coração, resgatando sua identidade sonoro-musical.
Em suma, a musicoterapia faz o indivíduo colocar-se na posição de
maestro de sua própria vida e da vida de muitas outras pessoas.
Vivência de Coro

Participantes:

-portadores e não portadores


Velha Infância
Você é assim E a gente canta
Um sonho pra mim E a gente dança
E quando eu não te vejo E a gente não se cansa
Eu penso em você De ser criança
Desde o amanhecer A gente brinca
Até quando eu me deito Na nossa velha infância

Eu gosto de você
E gosto de ficar com você
Meu riso é tão feliz contigo
O meu melhor amigo
É o meu amor
Carinhoso

Meu coração, não sei por quê


Bate feliz quando te vê
E os meus olhos ficam sorrindo
E pelas ruas vão te seguindo
Mas mesmo assim foges de mim
Ah, se tu soubesses
Como sou tão carinhoso
E o muito, muito que te quero
E como é sincero o meu amor
Eu sei que tu não fugirias mais de mim
Vem, vem, vem, vem

Vem sentir o calor dos lábios meus


À procura dos teus
Vem matar esta paixão
Que me devora o coração
E só assim então serei feliz
Bem feliz