Vous êtes sur la page 1sur 22

Geometria Analítica

PONTO, RETA E CIRCUNFERÊNCIA


Estudo do ponto

DISTÂNCIA ENTRE DOIS PONTOS


PONTO MÉDIO
RAZÃO DE SECÇÃO
CONDIÇÃO DE ALINHAMENTO DE TRÊS
PONTOS
Estudo do ponto

Distância entre dois


Ponto médio
pontos

 dA,B = √(xB-xA)² + (yB – yA)²  M = (xA + xB /2, yA + yB/2)


Estudo do ponto – Razão de secção

Origem, e extremidade Ponto divisor

 OP = r
PE
Condição de alinhamento de três pontos

xa ya 1
xb yb 1 = 0
xc yc 1
Estudo da reta

EQUAÇÕES DA RETA DISTÂNCIA ENTRE


POSIÇÕES RELATIVAS - ponto e reta
ENTRE RETAS
- Retas
ÂNGULOS ENTRE
INEQUAÇÕES NO
RETAS
PLANO
Equações da reta

Reduzida: Segmentária:
Equações da reta

Equação geral: Equação fundamental:


Posições relativas entre retas

 Retas Paralelas
 As retas r e s têm o mesmo coeficiente angular.

 Assim para r//s, temos:


Posições relativas entre retas

 Retas Concorrentes
 As retas r e s têm coeficientes angulares diferentes.

 Assim para r e s concorrentes, temos:


Posições relativas entre retas

 Retas Perpendiculares
 É um caso particular de reta concorrente. Duas retas são ditas
perpendiculares quando os seus coeficientes angulares são tais
que:
Ângulos entre retas
Distância entre ponto e reta

 A distância entre um
ponto e uma reta é
calculada unindo o
próprio ponto à reta
através de um segmento
perpendicular a reta.
Para estabelecer a
distância:
 equação geral da reta s:
ax0 + by0 + c = 0
 coordenada do ponto:
P(x0,y0)
Distância entre retas

 No caso geral:
 Seja x = 0 em r:
 a(0) + by + cr = 0
 y = -cr/b
r
 Logo:
 P( 0, -cr/b)

 Portanto:
 dP,s = |a(0) + b(-cr/b) + cs|
√a² + b²
 dP,s = |b(-cr/b) + cs|
√a² + b²
Estudo da circunferência

EQUAÇÃO GERAL E REDUZIDA DA


CIRCUNFERÊNCIA
POSIÇÕES RELATIVAS
PONTO E CIRCUNFERÊNCIA
RETA E CIRCUNFERÊNCIA
CIRCUNFERÊNCIA E CIRCUNFERÊNCIA
Equações da circunferência

 Geral
 x² – 2xa + a² + y² - 2by + b² = r²

 Reduzida
 r2 = (x – a)2 + (y – b)2
Ponto e circunferência

P  dQ,0 < Raio


Q
 Q é interno a λ
y0  dP,0 = Raio
o
 P é pertencente a λ
 dL,0 < Raio
L  L é externo a λ

x0
Reta e circunferência

Reta externa Reta tangente

 A reta s é externa à  A reta s é tangente à circunferência de


circunferência de centro O e raio centro O e raio R, isto é, a reta s
R, então podemos propor a possui um ponto em comum com a
seguinte situação: a distância do circunferência, por isso podemos
dizer que a distância entre centro O
centro da circunferência à reta s até a reta s possui a mesma medida.
é maior que o raio da D=R
circunferência.
D > R.
Reta e circunferência

Reta secante

 A reta s é secante à
circunferência de raio R e
centro O, a reta
intersecta a
circunferência em dois
pontos. Nesse caso
constatamos que a
medida do raio da
circunferência é maior
que a medida da reta
secante.
Circunferência e circunferência –
não possuem ponto comum

Externa Interna

 dO1,O2 > r1 + r2  dO1,O2 < r1 + r2


 λ1 ∩ λ2 = Ø  λ1 ∩ λ2 = Ø
Circunferência e circunferência –
Um ponto em comum

Tangente interna Tangente Externa

 dO1,O2 = r1 + r2  dO1,O2 > r1 - r2


 λ1 ∩ λ2 = {P}  λ1 ∩ λ2 = {P}
Circunferência e circunferência –
Dois pontos em comum

Secante Cocêntrica

|r1 – r2|< dO1,O2 < r1 + r2  dO1,O2 = 0


 λ1 ∩ λ2 = {A,B}  λ1 ∩ λ2 = Ø ou

 λ1 ∩ λ2 = λ1 = λ2