Vous êtes sur la page 1sur 10

Artrite Reumatóide

Ana Ribeiro nº20170840


Djelissa Cardoso nº 20170071
Joice Francisco nº20171589
Sara Correia nº20170763
Artrite reumatóide
 Doença autoimune em que o sistema
imunitário ataca erradamente as
articulações e tecidos moles
circundantes.
 O ponto de partida da doença é a
inflamação da membrana sinovial
que torna-se mais espessa e deixa de
produzir o líquido sinovial normal,
para produzir um líquido inflamatório
que destrói progressivamente as
cartilagens que revestem as
articulações, prejudicando a sua
função, limitando os movimentos
articulares e causando dor.
Principais características Imunológicas

 Existem anticorpos do tipo IgG localizados no líquido sinovial das


articulações. Os imunocomplexos formados pelo fator reumatoide e o IgG
podem ampliar o processo inflamatório das articulações.
 Ocorre também uma ativação de macrófagos e linfócitos na membrana
sinovial, provocando uma infiltração dessas células.
 Produção do fator α de necrose tumoral e outras citocina pró-
inflamatórias.
Patogenia Imunológica

 Não se conhece a causa da artrite reumatoide.


 Pensa-se que haja diferentes estímulos que, quando em contacto com
indivíduos com predisposição genética no sistema imunitário, possam
desencadear uma resposta inflamatória.
 Alguns estudos mostraram uma relação entre algumas populações com
alta frequência de alelos HLA-DRB1 (DRB1*0101, DRB1*0401 e outros) e alta
incidência de artrite reumatoide. O produto proteico desse alelo é uma
proteína, de cadeia β, do complexo de histocompatibilidade principal de
classe II, o qual apresenta antigénios às células T auxiliares.
Diagnóstico
É importante referir que não existe um diagnóstico 100% específico para a atrite
reumatoide, mas a mesma pode ser diagnosticada por:
 Observação médica:
- Perguntas como tipo de dor e quando a mesma aparece, se existe febre e
cansaço, se existe rigidez nas articulações pela manhã…
- Avaliação das articulações
 Análises ao Sangue:
- presença de fator reumatoide
- Anti CCP (Anticorpo antipeptídeo citrulinado)
- Hemograma: determinação da existência de anemia (comum na Artrite
Reumatóide)
Diagnóstico

 Velocidade de sedimentação ou PCR:


- Para a determinação do nível de
inflamação
 Radiografias ou Raios-X
- Mais utilizados para verificar a
evolução da doença e não tanto para o
diagnóstico da mesma
Tratamento

 Existe um conjunto alargado de tratamentos para a Artirte Reumatóide,


mas o principal é chegar-se a um diagnóstico o mais rapidamente possível
e ser seguido em consultas de reumatologia o mais precocemente
possível.

 Os objectivos do tratamento são reduzir a dor e a inflamação, atrasar ou


parar o envolvimento e a lesão das articulações e, por fim, melhorar a
sensação de bem-estar e manter a pessoa activa e válida para a
sociedade.
Tratamento

 Anti-inflamatórios não esteróides, analgésicos e corticóides (ou


corticoesteróides):
- Utilizados para reduzir a dor e a Inflamação
- Muito importantes para o controlo dos sintomas
- Existem diversas opções e muitas das vezes, ao longo da
doença, assiste-se a múltiplas trocas de tipo ou de formulação para
melhor se adaptar o tratamento ao doente ou então por algumas
queixas ou efeitos secundários.
Tratamento

 Fármacos ou medicamentos modificadores da doença:


- Os chamados DMARD’s (Disease Modifying Antirheumatic Drugs), o
que, traduzido, significa fármacos anti-reumáticos modificadores da doença.
- São a base da medicação na AR, pois são os medicamentos que
tentam evitar a progressão ou o desenvolvimento da doença.
Tratamento

 Fármacos ou medicamentos biotecnológicos:


- São a nova classe de medicamentos.
- Considerados modificadores da doença, existem à cerca de 10
anos.
- Estes medicamentos são tecnologicamente mais evoluídos e
apresentam grandes melhorias no controlo da doença. Existem diversos tipos
de administração, como por exemplo através de um soro ou até mesmo em
caneta de auto-aplicação.