Vous êtes sur la page 1sur 18

Universidade Federal de Santa Catarina

Programa de Pós-graduação em Bioquímica


Apoios aos alunos de graduação

FATORES EPIGENÉTICOS
REUNI: Fatores epigenéticos

Fenômeno epigenético

• Definição: Qualquer atividade reguladora de genes que não


envolve mudanças na sequência do DNA (código genético) e
que pode persistir por uma ou mais gerações.

• Da mesma maneira que as células herdam genes, elas herdam


também um grande número de informações que determinam
quando estes genes devem ser ativados e em que tecido.

• Importância: permite que as células tenham características


diferentes, mesmo possuindo o mesmo DNA.
REUNI: Fatores epigenéticos

Estados de condensação durante o ciclo celular


REUNI: Fatores epigenéticos

Fenômeno epigenético

• DNA é encontrado nas células


compactado formando a cromatina,
isto é, DNA + proteínas (histonas).

Desta maneira alterações na cromatina implicaria no grau de compactação


do DNA e conseqüentemente definiria se uma determinada região do DNA
seria expressa ou não.
REUNI: Fatores epigenéticos

Mecanismos de regulação

• Metilação do DNA

• Modificação das Histonas


– Metilação
– Acetilação
– Fosforilação

• Silenciamento do RNA
– RNA directed DNA methylation
– Postranscriptional gene silencing
– RNA interference (RNAi)

• Imprinting
Introdução

Classes de histonas Modificações pós-


H1, H2, H3 e H4 traducionais : acetilação,
metilação e fosforilação

Funções:
Empacotamento do DNA e Regulação gênica (silenciamento e ativação de genes)
REUNI: Fatores epigenéticos

Nucleossomos
REUNI: Fatores epigenéticos

Histonas

As lisinas localizadas nas


caudas das histonas são
passíveis de
modificações covalentes
pela ligação de grupos
acetil e metil.

Histona acetiltransferase (HAT) é a enzima capaz de adicionar grupos acetil


Histonas desacetilases (HDAC) faz remoção dos grupos acetil
REUNI: Fatores epigenéticos

Código de histonas (II)

Código das histonas: a teoria postula que as modificações pós-traducionais são


capazes de controlar a expressão gênica.

Acetilação de histonas:
Associada à transcrição da
hetocromatina (eucromatina).

Metilação das histonas:


Associada à repressão
Trasncricional (heterocromatina).

Genes ativos: Genes inativos:


Genes ativos: Genes inativos:
DNA desmetilado DNA metilado e histonas desacetiladas
DNA desmetilado DNA metilado e histonas desacetiladas
Histonas acetiladas DNA metilado e histonas metiladas
Histonas acetiladas DNA metilado e histonas metiladas

Cromossomo X inativo de mamíferos é hipoacetilado


REUNI: Fatores epigenéticos

Histone acetyltrasnferases (HATs)


Histones deacetylases (HADCs)
Histone fosforilation
REUNI: Fatores epigenéticos

Inibidor de HDAC para amenizar o câncer

Foi identificado um inibidor da desacetilase, com o objetivo de que iniba a


enzima permitindo a transcrição gênica de inúmeras células cancerígenas
REUNI: Fatores epigenéticos

O código de histonas é herdável

A seqüência de DNA como a estrutura das histonas são passadas fielmente para
próxima geração celular
REUNI: Fatores epigenéticos

As histonas são remontadas logo após a replicação

1. Desestruturação do nucleossomo

2. Forquilha de replicação forma novas fitas de DNA

3. O octâmero de histonas é remontado para formar o


nucloessomo
REUNI: Fatores epigenéticos

Como os mecanismos epigenéticos controlam a expressão gênica?

• Alterações conformacionais da cromatina que impedem o acoplamento da


maquinaria transcritional.

• Histonas acetiladas podem servir para recrutar complexos de


remodelamento que descondensam a cromatina.
REUNI: Fatores epigenéticos

Papel das histonas H1


REUNI: Fatores epigenéticos

Análise do estado de acetilação de histonas


Introdução

A remodelagem da cromatina é um importante mecanismo epigenético na


regulação da transcrição gênica. No cérebro foi recentemente mostrado que esta
remodelagem é crítica no aprendizado, formação da memória longa e na
manutenção da neuroplasticidade

Fosforilação melhora no desenvolvimento da memória