Vous êtes sur la page 1sur 31

Linguagens, códigos e suas

tecnologias – Educação Física


Ensino Médio, 1º. Ano
Conceito e caracterização das
atividades aeróbias e anaeróbias
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

As atividades físicas estão divididas, basicamente, em


aeróbias e anaeróbias.

Atividade aeróbia Atividade anaeróbia

Imagens: U.S. Air Force Photo/Staff Sgt Araceli Alarcon / Domínio Público. (b) U.S. Navy photo by Mass Communication Specialist 3rd Class
Christopher Blachly / Dominio Publico
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Aeróbio...Anaeróbio...O que é isso?

 Para entendermos melhor esses termos, vamos pedir ajuda


à biologia. Aeróbios são organismos para os quais o oxigênio
livre do ar é imprescindível à vida. Os anaeróbios, ao contrário,
não requerem ar ou oxigênio livre para manter a vida (1).

Imagem: bactéria Staphylococcus Aureus /


Imagem: Mark Riordan / Domínio Público

NIAID-RML / Domínio Público


Cachorro: aeróbio Bactéria: anaeróbia
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

O Corpo utiliza três vias para gerar energia:

Sistema Necessidade Fonte de energia Quantidade de ATP Velocidade de


de O2 síntese de ATP
ATP-PC ou Não Fosfocreatina Muito limitada Muito Alta
Fosfagênio
Anaeróbio Não Glicogênio Limitada Alta
Lático
Aeróbio Sim Glicogênio Ilimitada Baixa / Lenta
Gordura Proteína
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Imagem: SEE-PE
 Dentro do sistema anaeróbio, está o sistema ATP-CP ou
creatina-fosfato ou, ainda, só fosfagênio;

 Dentro de nossas células musculares, notamos a presença


de ATP e creatina fosfato. Quando o grupo fosfato é
removido, há liberação de energia. A reserva deles, porém,
na célula, é muito pequena e se esgota por volta 10
segundos de exercícios extenuantes.
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Imagem: SEE-PE
 Glicólise anaeróbica: consiste na desintegração de glicose
em ácido lático. O processo de obtenção do ATP requer 12
reações;
 As células e os músculos não toleram grande quantidade de
ácido lático, provocando a fadiga muscular. Uma das razões
dessa fadiga é o fato de o pH diminuir com o acúmulo de
lactato. Outras razões são a hipoglicemia e o acúmulo de H+ no
sangue (2).
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Imagem: SEE-PE
 Aeróbio: Nos exercícios aeróbios, em estado estável, os
substratos energéticos utilizados inicialmente são a
glicose e os ácidos graxos. Com a continuidade da
atividade, ocorre diminuição da disponibilidade de
glicose, aumentando a participação dos ácidos graxos e
aminoácidos (3).
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Vamos entender um pouco mais sobre os exercícios


aeróbios

Imagem: www.localfitness.com.au / Creative Commons - Atribuição - Partilha Imagem: jeff medaugh / Creative Commons Attribution-Share
nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada Alike 2.0 Generic
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 Os exercícios aeróbios são aqueles que precisam do O²


(Oxigênio) para produzir energia. A principal característica desse
tipo de exercício é a intensidade baixa ou moderada e a duração
longa. São exemplos de atividades aeróbias a maratona, natação
de longo percurso ou qualquer atividade que não sofra
interrupção. Tem-se por hábito dizer que as atividades aeróbias
são as que duram, no mínimo, 15 minutos;

 Teoricamente em ritmo estável, as pessoas poderiam fazer


exercício por tempo indeterminado. Contudo, existem outros
fatores que contribuem para diminuir a captação de oxigênio e o
principal deles é a depleção de glicogênio muscular (4).
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Vamos entender como o corpo utiliza o oxigênio para realizar


as atividades físicas:

 Metabolismo celular é o processo que permite a formação


da energia necessária a todas as funções do nosso organismo,
inclusive a atividade física (5);

Imagem: traduzido por Felipe Fontoura, baseado na


imagem de Mariana Ruiz / Public Domain.
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 Os sistemas respiratório e
cardiovascular têm como principal
função distribuir, a todo momento e a
todos os tecidos do corpo humano, uma
quantidade adequada de sangue rico em
oxigênio, uma vez que o sistema
respiratório oxigena e o cardiovascular
distribui o sangue (6);

Imagens: (a) Sistema Respiratório humano / LadyofHats /


Domínio Público. (b) Sistema circulatório humano /
LadyofHats, Mariana Ruiz Villarreal / Domínio Publico
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Alguns benefícios dos exercícios aeróbios:

 Fortalecimento e

Imagem: ZooFari / Creative Commons Attribution-


aumento do músculo
cardíaco;

Share Alike 3.0 Unported


 Diminuição da
pressão arterial;
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 Melhora da
circulação do
sangue;  Aumento da
resistência
aeróbia;

Imagens: (a) Sistema circulatório humano / LadyofHats, Mariana Ruiz


Villarreal / Domínio Publico. (b) ms4denmark / Creative Commons Attribution-
Share Alike 2.0 Generic
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 Redução e  Controle das


controle do peso. taxas de saúde.

Imagem: peter_w / www.sxc.hu Imagem: Rotorhead / www.sxc.hu


Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Frequência, duração e intensidade dos exercícios


aeróbios:
 Frequência de treinamento de 3 a 5 dias por semana;

 Duração de 15 a 60 minutos contínuos;

Frequência cardíaca de 60% a 90% da Fc máx;

American College of Sport Medicine


Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Vamos entender um pouco mais


sobre os exercícios anaeróbios

Imagem: Rob Macklem Victoria BC / Creative


Imagem: Rudolphous / Domínio Público
Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 O exercício anaeróbio utiliza uma forma de energia que


independe do uso do oxigênio, daí o termo anaeróbio. É um
exercício de alta intensidade e curta duração. Envolve um
esforço intenso realizado por um número limitado de
músculos em que há produção de ácido lático.

 Exemplo: exercícios de velocidade com ou sem carga, de


curta duração e alta intensidade; corrida de cem metros
rasos; saltos; arremesso de peso. Exercícios de força ou
exercícios resistidos com peso, a exemplo da musculação,
também são considerados exercícios anaeróbios (7).
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 Quando o indivíduo sai de um estágio de repouso e dá início


ao exercício, o primeiro sistema de fornecimento imediato de
energia ativado para fornecer energia rápida ao músculo é o
Sistema ATP-CP. A atividade pode durar segundos como prova
de curta duração e alta intensidade, por exemplo, uma corrida
de 100 metros e prova de natação de 25 metros (8).

Imagem: SEE-PE
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 Essa energia é proporcionada pelos fosfatos de alta energia


(ATP e CP) armazenados dentro dos músculos específicos em
atividade. Daí a sua liberação acontecer mais prontamente. O
ATP é a principal fonte de energia para todos os processos do
organismo, mas essa fonte de energia é limitada e deve ser
continuamente reciclada dentro da célula (9).

Imagem: SEE-PE
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Alguns benefícios dos exercícios anaeróbios

 Aumento da musculatura  Aumento da força;


(Hipertrofia);

Imagem: Martin Jebas / www.ronnie.cz Imagem: Artur Andrzej / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0
Unported
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 Aumento da resistência  Aumento da “ força do


anaeróbia; coração ”;

Imagem: Zanimum / PD-USGOV-MILITARY-AIR FORC / Dominio Publico Imagem: Ekko / Domínio Público
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Frequência, duração e intensidade dos exercícios


anaeróbios:

 Frequência de 3 a 5 dias por semana;

 Duração de 40 a 60 minutos por sessão;

 Intensidade dependente do objetivo.

(American College of Sport Medicine)


Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Fornecimento de energia para os exercícios aeróbios


e anaeróbios:

 O fornecimento de energia acontece quando há uma


demanda (solicitação) do músculo em contração. A energia do
alimento não vem pronta para a utilização; ela passa por um
processo de degradação mediante a digestão e posteriormente
armazenado em formas mais compactas (10).
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 O substrato energético utilizado durante o exercício


depende do tipo, intensidade e duração da atividade física;

 Quando o indivíduo sai de um estágio de repouso e inicia


o exercício, o primeiro sistema de fornecimento imediato de
energia ativado para fornecer energia rápida ao músculo em
atividade é o Sistema ATP-CP;

 À medida que o exercício continua, a via glicolítica -


liberação de energia com base nos carboidratos - é ativada
(11).
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

 Se o indivíduo mantém a intensidade do exercício moderada


ou baixa, com uma frequência cardíaca abaixo do limiar (em que
a demanda de ácido lático é pequena), o ácido pirúvico é
convertido num componente chamado acetil CoA, que entra no
ciclo de Krebs, iniciando o sistema de fornecimento de energia
aeróbia;

 Nesse momento, a gordura também contribui para as


necessidades energéticas do músculo. O ácido graxo livre entra
na célula muscular, sofre uma transformação enzimática
chamada ß oxidação e, transformado em Acetil CoA, entra no
ciclo de Krebs. Esse processo é denominado lipólise (12);
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Quiz
1°) Estas atividades são aeróbias ou anaeróbias?

Imagens: (a) FDB / Creative Commons Attribution 3.0 Unported. (b) Gorkaazk / Creative Commons Attribution 3.0 Unported. © Rudolphous / Domínio Público.
(c) www.localfitness.com.au / Creative Commons - Atribuição - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada. (d) Rob Macklem Victoria BC / Creative
Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported. (e) Christof Berger / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported, 2.5 Generic, 2.0 Generic and
1.0. (f) cmaccubbin / Creative Commons Attribution 2.0 Generic
Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Complete o quadro

Característica ATP - CP Ácido Lático Aeróbico

Combustível Fosfato de alta


utilizado energia

Intensidade: moderada /baixa


% máximo <85% F.C.M.

Tempo para fadiga


Educação Física, 1ª Série
Conceitos e caracterizações das atividades aeróbias
e anaeróbias

Associe a coluna da direita com a da esquerda:

(1) Benefícios ( ) Melhoramento da resistência aeróbia


dos aeróbios
( ) Aumento dos músculos

( ) Emagrecimento e controle do peso

( ) Controle das taxas de saúde


(2) Benefícios
dos ( ) Aumento da força
anaeróbios
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

2a U.S. Air Force Photo/Staff Sgt Araceli Alarcon / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Tread 08/03/2012


Domínio Público mills_at_gym.jpg
2b U.S. Navy photo by Mass Communication http://commons.wikimedia.org/wiki/File:US_N 08/03/2012
Specialist 3rd Class Christopher Blachly / avy_061116-N-0555B-
Dominio Publico 020_Cmdr._Scott_Parvin_lifts_weights_in_one
_of_the_four_gyms_aboard_the_Nimitz-
class_aircraft_carrier_USS_Ronald_Reagan_(C
VN_76).jpg
3a Mark Riordan / Domínio Público http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bluet 08/03/2012
ickCoonhound.jpg
3b bactéria Staphylococcus Aureus / NIAID-RML / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Stap 08/03/2012
Domínio Público hylococcus_aureus_bacteria_escape.jpg
5 SEE-PE Acervo SEE-PE 15/03/2012
6 SEE-PE Acervo SEE-PE 15/03/2012
7 SEE-PE Acervo SEE-PE 15/03/2012
8a www.localfitness.com.au / Creative Commons http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Aqua_Ae 12/03/2012
- Atribuição - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 robics.JPG
Não Adaptada
8b jeff medaugh / Creative Commons http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Grac 12/03/2012
Attribution-Share Alike 2.0 Generic e_in_winter,_contemporary_ballet.jpg
10 traduzido por Felipe Fontoura, baseado na http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Anim 14/03/2012
imagem de Mariana Ruiz / Public Domain. al_mitochondrion_diagram_pt.svg
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

11a Sistema Respiratório humano / LadyofHats / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Respi 12/03/2012


Domínio Público ratory_system_complete_en.svg
11b Sistema circulatório humano / LadyofHats, http://en.wikipedia.org/wiki/File:Circulatory_S 12/03/2012
Mariana Ruiz Villarreal / Domínio Publico ystem_en.svg
12 ZooFari / Creative Commons Attribution-Share http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Heart 12/03/2012
Alike 3.0 Unported _diagram_blood_flow_en.svg
13a Sistema circulatório humano / LadyofHats, http://en.wikipedia.org/wiki/File:Circulatory_S 12/03/2012
Mariana Ruiz Villarreal / Domínio Publico ystem_en.svg
13b ms4denmark / Creative Commons Attribution- http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Flickr 12/03/2012
Share Alike 2.0 Generic _cc_runner_wisconsin_u.jpg
14a peter_w / www.sxc.hu http://www.sxc.hu/photo/469720 12/03/2012
14b Rotorhead / www.sxc.hu http://www.sxc.hu/photo/485478 12/03/2012
16a Rob Macklem Victoria BC / Creative Commons http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Chins 12/03/2012
Attribution-Share Alike 3.0 Unported hanlo.jpg
16b Rudolphous / Domínio Público http://commons.wikimedia.org/wiki/File:2007 12/03/2012
0701-nk2007-100m-horden.jpg
18 SEE-PE Acervo SEE-PE 15/03/2012
19 SEE-PE Acervo SEE-PE 15/03/2012
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

20a Martin Jebas / www.ronnie.cz http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Luk% 12/03/2012


C3%A1%C5%A1_Osladil.jpg
20b Artur Andrzej / Creative Commons http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Weig 12/03/2012
Attribution-Share Alike 3.0 Unported ht_Carry.JPG
21a Zanimum / PD-USGOV-MILITARY-AIR FORC / http://en.wikipedia.org/wiki/File:Armedforces 12/03/2012
Dominio Publico _crosscountry_coppingerandballas.jpg
21b Ekko / Domínio Público http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Hear 12/03/2012
t_frontally_PDA.jpg
23 FDB / Creative Commons Attribution 3.0 http://en.wikipedia.org/wiki/File:FDBs_madpy 12/03/2012
Unported license. ramide_2011.jpg
26a Gorkaazk / Creative Commons Attribution 3.0 http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Basq 12/03/2012
Unported ue_old_house.jpg
26b Rudolphous / Domínio Público http://commons.wikimedia.org/wiki/File:2007 12/03/2012
0701-nk2007-100m-horden.jpg
26c www.localfitness.com.au / Creative Commons http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Aqua_A 12/03/2012
- Atribuição - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 erobics.JPG
Não Adaptada
26d Rob Macklem Victoria BC / Creative Commons http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Chin 12/03/2012
Attribution-Share Alike 3.0 Unported shanlo.jpg
26e Christof Berger / Creative Commons http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Utah 12/03/2012
Attribution-Share Alike 3.0 Unported, 2.5 _Biking_133_033.jpg
Generic, 2.0 Generic and 1.0
26f cmaccubbin / Creative Commons Attribution http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Craw 12/03/2012
2.0 Generic l_stroke.jpg