Vous êtes sur la page 1sur 11

Iluminismo ou Ilustração: o

Século das Luzes


Séc. XVIII – O Iluminismo

O séc. XVIII é o período conhecido como


Iluminismo, Século das Luzes ou Aufklärung
(que significa “Esclarecimento”).

Como os próprios
nomes sugerem, trata-
se do otimismo em
reorganizar o mundo
humano por meio das
luzes da razão.
Características do Iluminismo

O Iluminismo possui duas características centrais:


1ª) Possui uma decidida confiança na razão
humana, cujo desenvolvimento é visto como o
progresso da humanidade.

“O erro e a ignorância constituem a causa


única dos males do gênero humano; e os
erros da superstição são os mais funestos,
porque corrompem todas as fontes da razão,
e o fanatismo que os anima impele a praticar
o delito sem remorsos. [...] É iluminando os
homens e abrandando-os que se pode
esperar conduzi-los à liberdade pelo caminho
fácil e seguro” (Marquês de Condorcet).
Características do Iluminismo

2ª) Possui também um desinibido uso crítico


da razão, dirigido a duas coisas:

à libertação em relação à defesa do conhecimento


aos dogmas e superstições científico e técnico e dos
religiosas, preconceitos inalienáveis direitos
morais e tiranias políticas. naturais do homem e do
cidadão.

“É necessário tudo examinar e tudo remover, sem


escrúpulos e sem exceções [...] É necessário
desembaraçar-se das antigas infantilidades, pôr
abaixo as barreiras levantadas pela razão, dar às
ciências e às artes uma liberdade que para elas é
preciosa” (Denis Diderot).
Iluminismo: influências recebidas

1º) Renascimento: que desde o séc. XIII já


lutava contra o princípio da autoridade medieval e
buscava o reconhecimento do poder humano como
artífice de si mesmo.

Antropocentrismo:
O homem como centro do universo
Iluminismo: influências recebidas

2º) Racionalismo e Empirismo: que a partir do


séc. XVII ofereceram o alicerce filosófico para o
surgimento do Iluminismo.
Iluminismo: influências recebidas

3º) Revolução científica: que desde o séc. XVII, com


Bacon e Galileu, possibilitou o surgimento das ciências
modernas, do método de experimentação e do
aperfeiçoamento da técnica, provocando no ser
humano o desejo de melhor conhecer a natureza e
dominá-la

Sistematização do método
científico com Galileu Galilei
Iluminismo: influências deixadas

1ª) Secularização da natureza: a natureza passou


a ser compreendida de maneira desvinculada da
religião.

Evolucionismo e teorias
científicas modernas
Iluminismo: influências deixadas

2ª) Autonomia da razão humana: o ser humano


passou a ser considerado como livre de qualquer
controle ideológico externo e como capaz de procurar
soluções para seus problemas com base em princípios
racionais.

Alegoria Iluminista: o culto à Razão (no alto),


“iluminadora” de todas as ações humanas.
Iluminismo: influências deixadas

3ª) Revoluções sociais: o uso da razão humana


passou a ser estendido e aplicado a todos os
domínios da sociedade: político, econômico, moral e
inclusive religioso.

Revolução Francesa: crítica ao


despotismo político
Em síntese
Em síntese, Iluminismo seria o esclarecimento da
razão, ou seja, o esforço de fazer com que a razão
seja autônoma. Nas palavras de Kant:

“Esclarecimento é a saída do homem de sua


menoridade auto-imposta. Menoridade é a
inabilidade de usar seu próprio entendimento
sem qualquer guia. Esta menoridade é auto-
imposta se sua causa assenta-se não na
falta de entendimento, mas na indecisão e
falta de coragem de usar seu próprio
pensamento sem qualquer guia. Sapere
aude! (Ouse conhecer!) ‘Ter a coragem de
usar o seu próprio entendimento’ é,
portanto, o mote do esclarecimento” (Kant).