Vous êtes sur la page 1sur 10

TERAPIA NUTRICIONAL

ENTERAL E PARENTERAL
Ana Tereza C. Santana
Nutricionista ACSC/HRCAF

Daniela Infantina Martins Bernardes


Nutricionista HRCAF
Esp. em Nutrição Humana e Saúde, Administração Hospitalar e
Sistema de Saúde, Saúde e Segurança do Trabalhador e Políticas
de Humanização e o SUS

Eliani Bonfim Soldera


Nutricionista ACSC/HRCAF
Esp. em Nutrição Clínica
TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL
(TNE)

 DEFINIÇÃO:

 A Resolução RDC N° 63, da Agência Nacional de Vigilância


Sanitária do Ministério da Saúde, de 06/07/2000 define nutrição
enteral como:

“ alimento para fins especiais, com ingestão controlada de


nutrientes, na forma isolada ou combinada, de composição
definida e estimada, especialmente formulada e elaborada para
uso por sondas ou via oral, industrializada ou não, utilizada
exclusiva ou parcialmente para substituir ou completar a
alimentação oral em pacientes desnutridos ou não, conforme
suas necessidades nutricionais, em regime hospitalar,
ambulatorial ou domiciliar, visando a síntese ou manutenção dos
tecidos, órgãos ou sistemas”.
INDICAÇÕES

 Existem duas situações em que se indica a nutrição enteral (NE)

 Risco de desnutrição:
 Quando o trato digestivo estiver total ou parcialmente funcionante.

 Pacientes que não podem se alimentar:


 Inconsciência;

 Anorexia Nervosa;

 Lesões orais;

 Acidentes vasculares cerebrais (AVCs);

 Neoplasias;
INDICAÇÃO DE TERAPIA NUTRICIONAL
EM CRIANÇA

 Anorexia/Perda de peso;
 Crescimento deficiente;
 Ingestão via oral inadequada;
 Desnutrição: aguda, crônica e
hipoproteinemia;
 Estados Hipercatabólicos: queimaduras,
sepse, trauma, doenças cardíacas e
respiratórias;
 Doenças neurológicas entre outras patologias
VIAS DE ALIMENTAÇÃO
ALGUNS PRODUTOS UTILIZADOS
NUTRIÇÃO PARENTERAL (NP)
 É uma “solução ou emulsão, composta basicamente de
carboidratos, aminoácidos, lipídios vitaminas e minerais,
estéril, apirogênica, acondicionada em recipiente de
vidro ou plástico, destinada à administração intravenosa
em pacientes desnutridos ou não, em regime hospitalar,
ambulatorial ou domiciliar, visando a síntese ou
manutenção dos tecidos, órgãos ou sistemas” (Portaria
nº 272/98, parágrafo 3.4
INDICAÇÃO
 O suporte nutricional via parenteral é indicada se o
trato digestivo não funciona, está obstruído, ou
inacessível, e antecipa-se que esta condição continue
por pelo menos sete dias. Ou seja quando o paciente
não tem condições de receber a alimentação pela
boca ou através de sonda.

 Essa dieta deve ser preparada em um laboratório


isento de contaminação, por um farmacêutico.

 O HRCAF adquire essa dieta de uma empresa de


Cuiabá, por não ter estrutura para fazer na Instituição.
ACESSOS NP
 OBRIGADA PELA ATENÇÃO E
PARTICIPAÇÃO!