Vous êtes sur la page 1sur 31

Ciências da Natureza

Química

Profº Luiz Cláudio


História da química
orgânica
• O princípio do domínio da química é o
domínio do fogo pelo Homo erectus. O fogo
também permitia ao Homem aquecer-se nos
dias de baixas temperaturas, assim como
conservar melhor os alimentos recorrendo ao
processo de fumagem – especialmente para
conservar a carne e o peixe.
Civilização egípcia

• Na Civilização Egípcia, a utilização de produtos


e técnicas “científicas” era amplamente
difundida: utilizavam o índigo (proveniente do
anil) e a alizarina para tingir têxteis.
• A alizarina é um corante vermelho derivado
da raiz da Rubia tinctorum. A palavra
alizarina, derivado do árabe al-usara, que
significa sumo. A alizarina é também o nome
genérico de uma variedade de corantes, tais
como o “Verde Alizarina Cianina G” e o “Azul
Brilhante Alizarina R”.
• Todos estes corantes eram de origem
orgânica, o que demonstra que o Homem
possui um domínio da química orgânica desde
o aparecimento da civilização.
FERREIRA, Hulme, McNab & Quye, 2004.
• Na Bíblia, existem descrições relativas à
fermentação de uvas para produzir álcool
etílico, assim como da utilização do vinho para
produzir vinagre.
Idade Média

• O alquimista islâmico Jabir Ibn Hayyan


descobriu, no século VIII, o ácido cítrico
(C6H8O7).O ácido cítrico ou ácido 2-
hidroxipropano-1,2,3- tricarboxílico (IUPAC), é
um ácido orgânico presente nos citrinos. É
utilizado como conservante natural, dando um
sabor ácido e refrescante na preparação de
alimentos e de bebidas.
O desenvolvimento da
química orgânica
• Com o culminar da Química Tradicional do século
XVIII, Torbern Olof BERGMANN (1735-1784),
dividiu, em 1777, a Química em:
→ Química Orgânica (Química dos compostos
existentes nos organismos vivos);
→ Química Inorgânica (Química dos compostos
existentes no reino animal).
• Como todas as substâncias orgânicas
conhecidas eram extraídas de animais e
vegetais, os químicos supunham que elas não
poderiam ser produzidas (sintetizadas) em
laboratório.
Teoria do vitalismo
• Teoria formulada por Jons Jacob Berzelius
(1807), a qual descrevia que a matéria
orgânica só podia ser produzida pelos seres
vivos – vis vitalis (força ou energia vital)
inerente na própria vida. A base desta teoria
era a dificuldade de obter matéria orgânica a
partir de substâncias inorgânicas.
A primeira síntese
• Wohler (1800 - 1882) - em 1828, obteve acidentalmente uma
substância de origem orgânica, a uréia, a partir de um
composto inorgânico, o cianato de amônio, sem interferência
de um organismo e derrubando a “Teoria da Força Vital”. O
mesmo repetiu a experiência algumas vezes para acreditar no
resultado.

• Hoje os compostos orgânicos podem ser de origem naturais


ou sintético.
Química Orgânica
 Compostos orgânicos naturais: as principais fontes são o petróleo,
o carvão mineral, o gás natural, etc.
 Compostos orgânicos sintéticos: produzidos artificialmente pelas
indústrias químicas, que fabricam desde plásticos e fibras têxteis até
medicamentos, corantes, inseticidas, etc.
 Atualmente são conhecidos mais de 15.000.000 de compostos
orgânicos, sejam de origem natural ou sintético.

DEFINIÇÃO DE QUÍMICA ORGÂNICA


É a parte da Química que estuda os compostos do carbono.
Química Orgânica
• Elementos Organógenos - são os elementos químicos que formam
a maioria dos compostos orgânicos. Tais elementos são: Carbono
(C), Hidrogênio (H), Oxigênio (O) e Nitrogênio (N).
• Atenção: Existem compostos que apesar de apresentarem
carbono na fórmula, não são classificados como orgânicos, mas sim
como Compostos de Transição ou Compostos Intermediários.
• Exemplos:
• a) Carbonatos – CO3-2
• b) Bicarbonatos - HCO3
• c) Cianetos, Cianatos, Isocianetos, Isocianatos - HCN, CNO, NC, NCO
• d) CO2, CO, H2CO3, HNO, etc.
Química Orgânica
Teoria estrutural do carbono
 Porque o Carbono é tão apropriado à formação dos compostos
orgânicos?
Porque sua estrutura permite a formação de uma grande variedade de
compostos, muito maior que qualquer outro elemento químico.
A teoria estrutural do átomo de carbono foi postulada por Kelulé e
Couper em 1858 através de 4 postulados e permitiu a compreensão
das fórmulas planas dos compostos orgânicos.
 1ª Postulado: O Carbono é sempre tetravalente em seus compostos,
ou seja, tem a tendência de formar 4 ligações covalentes.
Química Orgânica
 Abaixo a representação das possíveis fórmulas estruturais do átomo
de Carbono:

 2ª Postulado: as quatro ligações ou valências do Carbono são


totalmente iguais ente si.
Observe a representação estrutural do Gás Freon usado como
agente refrigerante ou gás propulsor de aerosóis, pouco tóxico
mas, quando disperso na alta atmosfera é um dos principais
responsáveis pela destruição progressiva da camada de ozônio.
Verifique que as 4 fórmulas representam, na realidade, um único
composto de fórmula molecular CCl2F2.
Química Orgânica
• 3ª Postulado: o Carbono é um dos elementos químicos com
capacidade de formar cadeias, ligando-se entre si e com outros
elementos químicos.
Química Orgânica
 4ª Postulado: É capaz de formar ligações simples, duplas ou triplas.

 O Carbono liga-se a vários tipos de átomos, pois não ser


eletropositivo nem eletronegativo, pode ligar-se a elementos
eletropositivos como o Hidrogênio ou a eletronegativos como o
Oxigênio.
 Consegue formar muitos compostos devido o carbono ser: a)
tetravalente; b) formar ligações simples, duplas e triplas; c)
permite a ligação com elementos eletropositivos e
eletronegativos.
Química Orgânica
Classificação dos átomos de carbono numa cadeia

 Cadeia carbônica: uma seqüência de 2 ou mais átomos de carbono.


Conforme a posição do átomo de carbono numa cadeia carbônica o
mesmo poderá ser classificado em:

 a) Carbono Primário - quando o átomo de carbono está ligado a


somente um átomo de carbono na cadeia carbônica;
 b) Carbono Secundário - quando o átomo de carbono está ligado a
dois átomos de carbono na cadeia carbônica;
 c) Carbono Terciário - quando o átomo de carbono está ligado a três
átomos de carbono na cadeia carbônica;
 d) Carbono Quaternário - quando o átomo de carbono está ligado a
quatro átomos de carbono na cadeia carbônica.
Química Orgânica

Carbonos Primários: 1, 10, 11, 12, 15, 16 ;


Carbonos Secundários: 3, 5, 6, 9, 14;
Carbonos Terciários: 4, 7, 8, 13;
Carbonos Quaternários: 2
Química Orgânica
Fórmula estrutural

A fórmula estrutural é a maneira pela qual os átomos estão


arrumados dentro das moléculas ou compostos orgânicos.
Classificação das cadeias carbônicas
A) Quanto ao fechamento da cadeia

 Aberta, Acíclica ou Alifática - apresenta os átomos de carbono


sem formar um ciclo ou anel entre eles. A cadeia apresenta no
mínimo duas extremidades.

 Fechada ou Cíclica - apresenta um ciclo, núcleo ou anel (não


apresenta extremidade).
Classificação das cadeias carbônicas
B) Quanto à natureza dos átomos

 Homogênea - quando não possui qualquer átomo diferente entre


carbonos.

esta é homogênea, pois o


oxigênio não se encontra entre
átomos de carbono

 Heterogênea - quando possui um heteroátomo (átomo de outro


elemento) entre carbonos.
Classificação das cadeias carbônicas
C) Quanto a disposição dos átomos

 Cadeia Normal - possui apenas carbonos primários e secundários.

 Cadeia Ramificada - possui pelo menos 1 carbono terciário ou


quaternário
Classificação das cadeias carbônicas
D) Quanto ao tipo de ligação entre carbonos

 Saturada - possui somente ligações simples entre os átomos


de carbono.

 Insaturada - possui pelo menos uma ligação dupla ou tripla entre


átomos de carbono.
Observações
I) As cadeias fechadas podem ainda ser subdivididas em Aromáticas e
Alicíclicas.
 Aromáticas - são compostos de cadeia fechada que apresenta um
ou mais anéisn benzênicos. O anel benzênico forma os
denominados compostos aromáticos.

 Alicíclicas - são compostos de cadeia fechada que não apresentam


o anel benzênico.
Observações
II) As cadeias cíclicas podem ser classificadas em Homocíclias ou Heterocíclicas, a
depender da presença ou não de um heteroátomo no núcleo ou ciclo.

 Homocíclias - os núcleos apresentam somente átomos de carbono


entre eles.

 Heterocíclias - os núcleos apresentam pelo menos um


heteroátomo.
Observações
III) Dependendo do número de anéis ou ciclos as cadeias podem ser também
classificadas em Mononucleares ou Polinucleares

 Mononucleares - as cadeias possuem somente um único núcleo ou


anel.

 Polinucleares - as cadeias possuem dois ou mais núcleos ou anéis.


- As cadeias Polinucleares são ainda classificadas em:
Polinucleares Isoladas e Polinucleares Condensadas.
Observações
- Polinucleares Isoladas - os núcleos ou anéis não apresentam
átomos de carbono comuns entre si.

- Polinucleares Condensadas - os núcleos ou anéis apresentam


átomos de carbono comuns entre si. Os anéis ou núcleos
apresentam lados comuns entre si.
Observações
IV) Devido a uma grande quantidade de compostos aromáticos conhecidos
atualmente ocorreu um divisão dentro da Química Orgânica em relação
a classificação dos compostos orgânicos.
 Compostos Alifáticos - são todos os compostos orgânicos de cadeias
abertas;
 Compostos Alicíclicos - são todos os compostos orgânicos de cadeias
fechadas que não possuem anel benzênico;
 Compostos Aromáticos - são os compostos de cadeias fechadas formadas
por anéis benzênicos.
Em resumo teremos: