Vous êtes sur la page 1sur 38

Introdução ao RPG (role play game)

Professor: Reginaldo Dias dos Santos


O que é RPG?
A sigla RPG significa Role Playing Game, que significa “Jogo de
Interpretação de Papéis”. Possui este nome porque a essência
do jogo é assumir o papel do seu personagem e construir
colaborativamente com os outros jogadores a história da
aventura em que estes participam. Cada personagem possui
características, habilidades, atributos e histórias diferentes que
definem suas ações e tudo o que ele pode fazer.
Como surgiu?
Sabemos que nenhum jogo é um jogo se não possuir regras.
Em 1971 foi publicado o livro “The Fantasy Game”, que ensinava
as pessoas a jogar estes tipos de jogos e é considerado por
muitos como o primeiro manual de RPG da história, que viria a
se tornar alguns anos depois em 1974 o imortal
“Dungeons&Dragons” (D&D), que é o sistema de RPG mais
famoso do mundo
Como surgiu?
o RPG surgiu em 1974 com a parceria de Gary Gygax
(1938 – 2008) e Dave Arneson (1947 – 2009) que escreveram o
primeiro e mais famoso jogo de interpretação de fantasia
do mundo, o Dungeons & Dragons (D&D), um conjunto
simples e flexível de regras, publicado inicialmente pela TSR,
Inc. Hoje o jogo é publicado pela Wizards of the Coast.
.
Como surgiu?
“o RPG surgiu de uma ideia que começou nos EUA, como
evolução dos jogos de guerra e muito influenciado pela
literatura de Tolkien, e que se espalhou pelo mundo
rapidamente”..
Como surgiu?
No Brasil RPG chegou na década de 80 por meio da “Geração
Xerox”, onde os estudantes universitários importavam alguns livros
e fotocopiavam para os amigos. Alguns anos depois, em 1991, foi
criado Tagmar com o honroso título de “1º RPG brasileiro” publicado pela
GSA. Tagmar foi um RPG típico do início dos anos 90, mas trazia uma
série de novidades sendo que a principal era ter tudo que um RPG
precisava em um único livro; regras, ambientação, magias, criaturas e uma
aventura pronta. Na época, os RPGs eram importados e era
necessário ter vários livros para jogá-los.
Como surgiu?
A popularização se dá com o lançamento, em 1991 no Brasil, da
segunda edição americana do módulo básico do GURPS pela Devir
Livraria, que até então apenas importava RPGs e histórias em quadrinhos.
Como se joga RPG?
Em qualquer modalidade de RPG, as histórias são guiadas por
um jogador denominado “mestre”, que dita a trama, descreve
os cenários, controla os inimigos que outros jogadores
enfrentam, etc. Enquanto isso, os outros jogadores tomam suas
decisões de forma livre conforme as situações narradas pelo
mestre
Como se joga RPG?
As principais características do RPG são a interatividade e o
trabalho em grupo. É muito raro que jogadores se reúnam
para jogar RPG de forma competitiva, uma vez que se trata de
um jogo predominantemente colaborativo, no qual os
jogadores só conseguirão vencer se trabalharem em conjunto.
Como se joga RPG?
Para se jogar RPG é necessário três elementos: sistema de
regras, narrativa e jogadores.
Como se joga RPG?
Os jogos de RPG são conduzidos através de sistemas de regras
predeterminados. Geralmente esses sistemas são produzidos por
empresas especializadas no assunto e disponibilizados no
mercado através de livros, revistas ou pela internet.
No entanto, nada impede que os jogadores criem suas próprias
regras ou adaptem as já existentes.
Como se joga RPG?
Outro elemento dos jogos RPG é o mundo, cenário ou narrativa,
que consiste no contexto fictício em que os personagens estão
inseridos. Assim como os sistemas, os mundos de RPG também
podem ser criados e disponibilizados por empresas ou
elaborados pelos próprios jogadores. Dessa forma, os jogos de
RPG podem se passar em cenários medievais, futuristas,
fantásticos, distópicos, realistas, etc
Como se joga RPG?
Os jogadores criam seus personagens com base no sistema de
regras e na narrativa a ser utilizada. Para isso, os jogadores
preenchem formulários contendo todas as características,
atributos, habilidades e itens do seu personagem. A ficha é
constantemente atualizada conforme o personagem evolui.
Quais as vantagens do seu uso educacional?

 O RPG incentiva o trabalho em equipe;


 Desperta a criatividade e o raciocínio rápido.

 Incentiva a iniciativa e a busca pelo


conhecimento, a fim de solucionar problemas.
RPG – Famosos – Dungens & Dragons

Com o universo ficcional influenciado pelo universo da


Terra Média desenvolvido por Tolkien em várias de suas obras, o
primeiro RPG criado, Dungeons & Dragons (ou simplesmente D&D),
atravessou duas décadas.
RPG – Famosos – Dungens & Dragons

O jogo foi além das expectativas, ultrapassando um milhão de cópias


vendidas em seis anos. No D&D , os jogadores escolhem classes
de personagens, tais como guerreiro, mago, clérigo, entre outras.
Ao acumular pontos de experiência, o personagem “sobe” de nível,
melhorando suas características que serão testadas pelas regras.
Desta forma, a evolução segue uma lógica matemática intrínseca à sua
classe.
RPG – Famosos – Dungens & Dragons

Em 1978, a TSR lança o AD&D (Advanced Dungeons & Dragons)


trazendo uma série de alterações ao já conhecido D&D.
RPG – Famosos – Dungens & Dragons

Em 2000, é lançada a terceira edição do Dungeons & Dragons ,


totalmente reformulada e abandonando o Advanced do nome,
visto que muitos iniciantes compreendiam que este jogo era voltado
apenas para jogadores “avançados”. Com um conceito artístico
renovado, o D&D libera o sistema D20 como licença aberta,
permitindo que qualquer editora lance suplementos para seus livros
básicos
.
RPG – Famosos – GURPS

A idéia de se criar um sistema de regras universal foi aproveitada e


expandida em 1988, quando Steve Jackson cria o RPG GURPS
(Generic Universal Role Playing System), que apresentava um
sistema de regras capaz de servir como base para se jogar em
qualquer ambientação desejada.
RPG – Famosos – GURPS

utilizando sempre o mesmo para histórias de terror, ficção ou


humor, e agora, por se tratar de um sistema genérico, podia
maximizar ou minimizar o uso destas mesmas regras, segundo a
escolha do grupo
RPG – Famosos – Vampiro a mascara

Em Vampiro, os jogadores interpretam vampiros, também chamados


de Membros, descendentes de Caim (o Caim Bíblico), amaldiçoados
pela sede de sangue, vulnerabilidade à luz do sol e imortalidade. Os
vampiros estão eternamente sujeitos à Besta, seus furiosos impulsos
animais de fome, medo e ira.
RPG – Famosos – Vampiro a mascara

Vampiro: A Máscara é um cenário de RPG de horror e fantasia urbana,


baseado no sistema Storyteller para a linha de definição World of
Darkness, e centrado nos vampiros em um mundo de fantasia
sombria. Publicado originalmente em 1991 por Mark Rein Hagen, pela
editora White Wolf, chegou a ter uma segunda edição em 1992 e uma
edição revisada em 1998.
RPG – Famosos – Lobisomem : o Apocalipse

A ideia principal de Lobisomem é de que os Garou (lobisomens) foram


criados para defender a Terra das forças cósmicas que ameaçam
rasgá-la. Os Garou lutam contra a Wyrm, a destruidora. É uma luta
contra dificuldades quase insuperáveis, especialmente considerando a
rivalidade entre muitas tribos. Estas rivalidades tornam quase
impossível para os lobisomens apresentarem uma frente unificado
contra uma força cósmica que impregna a realidade.
RPG – Famosos – Mago a acenção

A realidade não é fixa, mas um conjunto de acordos sobre premissas


aplicadas pela vondade coletiva da humanidade, também conhecida
como Adormecidos. Os magos são aquelas pessoas que reconhecem
que a realidade não é estática, e percebem que através da aplicação
de sua vontade, normalmente canalizada através de rituais ou outras
prátias "místicas" ou "científicas", realmente pode ser mudada
RPG – Famosos – Castelo Falkenstein

O cultuado Castelo Falkenstein é lançado no Brasil em 1998


pela Devir Livraria. Personagens históricos como o primeiro
ministro britânico Disraeli e o chanceler de ferro alemão Otto Von
Bismarck se encontram com os personagens da literatura de ficção da
Era Vitoriana e fim do século XIX, tais como Drácula, Sherlock Holmes
ou Nemo.
RPG – Famosos – Paranoia

A Devir lança Paranóia , um RPG de humor que tenta reconstruir,


de forma cômica, um mundo ditatorial, controlado por um
computador insano, levando aos jogadores um mundo que se
assemelha com as descrições de George Orwell, no livro 1984 , e
Aldous Huxley, em Admirável mundo novo.
RPG – Famosos – Call of Cthulhu

O primeiro ambientado em um cenário de terror, baseado na obra de


H. P. Lovecraft. Nele os jogadores interpretam personagens que
estão fadados à loucura, pois quanto mais descobrem sobre o
sobrenatural, mais perdem a sanidade.
RPG – Famosos – Cyberpunk 2020

Em 1996 é a vez de Cyberpunk 2.0.2.0. , jogo que se passa


em um futuro próximo e tecnologicamente avançado.
RPG – Famosos – Shadowrun
Além da magia, a tecnologia dá também enormes passos, ainda
que o leitor atual conhecedor de tecnologia vá dar risada das
concepções equivocadas dos autores sobre o futuro. Uma das
maiores marcas do cenário, a Matriz é uma realidade virtual onde a
mente dos piratas de computador travam batalhas pela
informação, não há muito o que explicar aqui além do que você já
viu no filme Matrix (não, não é cópia de Shadowrun, o jogo e o
filme copiam idéias do romance Neuromancer)
RPG – Famosos – 3D&T – defensores de Tóquio
É um sistema de RPG brasileiro (feito pela galera da revista Dragão
Brasil) perfeito pra quem nunca jogou e quer aprender a jogar RPG.
Tem regras claras e bastante simples. Com alguns dados de 6 lados
é possível jogar em qualquer cenário que você queira.
O preconceito no RPG
O que é preciso para jogar RPG?
Regra básica: LEIA MUITO. Jogar RPG de mesa exige certo estudo.
Principalmente se você for mestrar a partida. Vá por mim: pausar
toda hora para ver as regras acaba com o divertimento. É normal
parar pra ler detalhes e lembrar de coisas, mas você precisa saber o
mínimo suficiente pra ter uma sessão de RPG decente
O que é preciso para jogar RPG?
Crie uma história: Qual será a missão do grupo de aventureiros?
Salvar uma princesa de um mago sinistro? Resolver um problema
diplomático entre dois reinos? Roubar os planos da estrela da
morte? Tente pensar em uma história que tenha reviravoltas,
traições e plot-twists pelo caminho.
O que é preciso para jogar RPG?
Crie etapas pelas quais os jogadores irão passar até chegar no
final da aventura. Pense nas armadilhas e inimigos que estarão
em cada sala, assim como os tesouros que eles poderão pilhar
pelo caminho. E não se desespere se os jogadores quiserem ir
para a direção oposta. Seja criativo! pense em pequenas side-
quests caso os jogadores se desviarem do caminho e que até
possa os trazer de volta a história principal. E aquela frase super
clichê: “o importante é a diversão!”
O que é preciso para jogar RPG?
Se você é jogador, tente pensar em uma história para o seu
personagem: Um menino que foi criado por lobos, um órfão
ricaço em busca de vingança pela morte de seus pais, um pirata
que navega em busca de tesouros, um cara normal que as pessoas
acham que ele é o “the chosen one”…enfim, o céu é o limite!
O que é preciso para jogar RPG?
Dados: Depois de escolhido o sistema e cenário da sua partida não
esqueça de outros itens importantes. Dados de vários lados são
usados independente do sistema escolhido. São chamados
respectivamente de D4, D6, D8, D10, D12, D20 e D100, sendo o
último para medir porcentagens. Esses dados tem os mais variados
tipos e formatos
Onde eu compro esse jogo?
Amazon
Sites das editoras
• New order editora
• Retropunk Publicações
• Jambo editora
• Redbox editora
Lembrete
Lembre-se de que o RPG é um jogo cooperativo. Nele, não existem
vencedores ou perdedores, e o objetivo de todos é o mesmo: criar
uma história interessante e envolvente. No RPG, você ganha
quando se diverte!