Vous êtes sur la page 1sur 10

MÓDULO UFCD 6560

COMUNICAÇÃO NA INTERAÇÃO COM O


UTENTE, CUIDADOR E/OU FAMÍLIA
INDIVIDUOS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE
*Necessitam de SINTETIZANDO
reencontrar a *Precisam de uma
sua coragem relação de ajuda
*precisam de
ser autónomas Isto é
*de todos os
interveniente
para s, amigos e *Na ocorrência, um
família técnico/a de saúde o
ajuda a encarar
melhor os problemas

*Evoluir para um
melhor bem estar *Principal função da
físico ou psicológico comunicação nos *Comunicando,
cuidados de saúde tanto verbal como
não - verbal
A RELAÇÃO DO TÉCNICO DE SAÚDE PARA COM O DOENTE

O técnico de saúde, ao conviver com o


doente mais tempo precisa;
confiança
de ter empatia

De ter respeito Para;


Que é;

Isto é;
*Assumir a
*tentar continuidade
perceber o dos cuidados
que o de saúde
paciente está *Aceitar os *Responder
a passar ou a outros por aquilo às perguntas
sentir. que são e do doente e
pensam satisfazer as
suas
necessidades
A COMUNICAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SAÚDE
O profissional de saúde

*Desempenha em
todo o momento;

Comunicação
interpessoal

Pode ser terapêutica

Que significa

*A escuta, o silêncio,
comentários abertos, a
consideração e a orientação.
OS VÁRIOS TIPOS DE COMUNICAÇÃO
A comunicação, na
interação com o doente,
com alterações sensoriais
*A
expressão *Expressão
não - verbal Tem como principio verbal do utente
compreender;
Que significa Que significa

*Mensagens faladas ou
*Mensagens
escritas
emitidas pela
linguagem
corporal, ou
seja, sem
uso das
palavras
OS VÁRIOS TIPOS DE COMUNICAÇÃO
A expressão não – verbal do utente

Ocorre por meio da

*Expressãofacial
*Movimentos dos olhos e da
cabeça
*Movimento do corpo
*Postura
*Gestos
*Silêncio
*Palidez
*Sorriso

Este meio de comunicação, requer uma especial atenção por parte dos técnicos de saúde e torna-se
importante, uma vez que o objetivo, é considerar o doente como uma pessoa singular, onde os cuidados
ao paciente deverão ser feitos de forma individualizada.
Diferentes tipos de comunicação verbal

PROXÉMICA TACÉSICA
CINÉSICA

*Aproximação *Expressão de
Linguagem do corpo
técnica/doente efetividade
*Aproximação
corporal
*Maneira de estar Carinho
PARALINGUAGEM Segurança
*De olhar OU
*Gestos confiança
PARAVERBAL
*Expressão facial

*Enfase dada a Promove a


determinadas palavras melhoria dos
*Grunhido cuidados a
*Choro prestar ao
*Soluços doente
*Gemidos forçados
Comunicação e interculturalidade em saúde

Barreiras interculturais na comunicação

*As experiências vividas, não só com o utente, mas também com o profissional
de saúde, tem influência na comunicação entre eles.
*O profissional de saúde tem que ter capacidades de adaptação com o utente,
tanto a nível cultural, social e até linguístico, só assim se consegue uma boa
comunicação.
*O espaço onde se desenrola a consulta, também tem influência, para que o
paciente se sinta bem e em segurança.
O profissional de saúde tem que inspirar confiança junto do
utente

*Fazendo gestos
*Dizendo palavras simples
*Mostrando sensibilidade
*Atenção
*Disponibilidade
*Empatia

Algumas barreiras na comunicação e nos cuidados


de saúde são;

*Os recursos aos cuidados de saúde, que por vezes são mínimos
*Dificuldades em lidar com populações provenientes de outros países
*A nível linguístico e cultural
*O caso dos migrantes; o desconhecimento da língua e da cultura, faz com que tenham vergonha e não se
sintam á vontade, para usufruírem do nosso serviço nacional de saúde
Hospitalização de doentes de outras culturas

*Os profissionais de saúde, devem ter uma formação PSICO-


SOCIAL-CULTURAL, para poderem comunicar com esses
utentes.
*Não tendo essa formação, gera-se um ambiente de stress,
ansiedade e mau estar, não só com o utente, mas também
com o profissional de saúde, pois irá ter muitas dificuldades
em comunicar com o utente e explicar-lhe o seu problema.
*Com a formação, o profissional de saúde conseguirá
compreender melhor os comportamentos não só do doente,
mas também dos seus familiares.