Vous êtes sur la page 1sur 18

INSTITUTO SUPERIOR DE ESTUDOS DE DEFESA

“TENENTE-GENERAL ARMANDO EMÍLIO


GUEBUZA”
DEPARTAMENTO DE ENSINO
8º CPOS

Projecto de Pesquisa

Lições Aprendidas no Registo e Controlo dos


Efectivos Empenhados Durante a Tensão Político-
Militar de 2013 à 2017

Autor: Cap. Edson Nico M. Supervisor: Cor Mestre - Patrício


Mendonça Canda

Machava, 22/10/2018
Agenda da Apresentação

I.Introdução;

II.Problema de Pesquisa;

III.Justificativa;

IV.Objectivos de Pesquisa;

V. Questões de Pesquisa;

VI.Enquadramento Teórico;

VII.Metodologia da Pesquisa;

VIII.Orçamento do Projecto;

IX.Cronograma do Projecto. 2
I. Introdução (1/2)

Motivação • Moçambique vive


• No dia 22 de momentos de tensão
outubro de 2013, a político-militar,
RENAMO anunciou • Suposta retaliação
ao ataque das envolvendo as FDS
o rompimento do e os guerrilheiros
Acordo Geral de FADM à base
militar do partido residuais da
Paz. Renamo.
em Santungira.
Começo das Retorno à
Hostilidades Guerra

3
I. Introdução (2/2)
Envolvimento dos efectivos Militares no senário de retorno a guerra

•Nas Províncias de Sofala e Manica

Empenhamento

•Salvaguardar a liberdade e a segurança das populações, bem como a


proteção dos seus bens e do património nacional; (…) garantir a
liberdade de acção dos órgãos de soberania, o funcionamento das

Objectivo instituições e a realização das tarefas fundamentais do Estados” (art. 4


da Lei 18/97 de 1 de Outubro LDN e das FADM).

4
II. Problema de pesquisa(1/2)
Irregularidades
vivenciadas no Registo e Conhecimento do
Antecedentes
Controlo problema

•Empenhamento das Perdas devidas ao • Durante o desempenho


FADM pertencentes as combate ou baixas; das funções a nível do
unidades operacionais Perdas S1 (Pessoal),
subordinadas ao Ramo do administrativas; • Ao participar no
Exército na tensão Perdas não devidas ao balanço geral do
politico-militar. combate. recenseamento dos
militares no activo
realizados nas unidades
militar da Zona Sul.

5
II. Problema de pesquisa (2/2)
Detalhes dos acontecimentos do problema
a) Nas perdas devidas ao combate ou baixas – os mortos, feridos hospitalizados,
desaparecidos e capturados pelo inimigo não tinham o devido tratamento nos mapas
de registo e controlo;

b) Perdas administrativas – casos dos transferidos, desertores, ausentes sem licenças,


dispensados e rotação, por vezes eram registados simplesmente como desertores;

c) Perdas não devidas ao combate – os mortos, desaparecidos, evacuados por


doenças ou ferimentos, também não tinha o devido tratamento nos mapas de registos
e controlo da unidade.

 Que lições foram aprendidas no registo e controlo dos efectivos empenhados


durante a tensão político-militar? 6
III. Justificativa
Motivo da Escolha do Tema Resultados esperados

 Necessidade de discutir em torno do • Chamar a reflexão as entidades


registo e controlo dos efectivos no competentes sobre o problema
âmbito de GRHC; apresentado;
 Necessidade de estudar as lições • Contribuir no alargamento da abordagem
aprendidas no RC dos efectivos sobre o RC dos efectivos militares em
empenhados durante a tensão político- situações de campanha;
militar. • Tornar a gestão de recurso humanos em
campanha cada vez mais eficiente no
registo e controlo dos efectivos;
• Contribuir em estratégias para um
eficiente registo e controlo dos efectivos
7
empenhados.
IV. Objectivo da Pesquisa
Geral
Identificar as lições aprendidas no registo e controlo dos efectivos
empenhados durante a tensão político-militar.

Específicos
a) Enunciar os conteúdos, as formas de elaboração, e os Modelo de Mapa de
registo e controlo dos efectivos fornecidos pelas unidades subordinadas
empenhadas;

b) Arrolar as formas de transmissão dos relatórios de registo e controlo dos


efectivos fornecidos pelas unidades subordinadas empenhadas;

c) Relatar os vícios administrativos que comprometem o registo e controlo


dos efectivos empenhados com eficiência;

d) Definir estratégias que contribuam para um eficiente registo e controlo


dos efectivos empenhados. 8
V. Questões de Pesquisa

a) Quais são os conteúdos dos Mapa de registo e controlo dos efectivos


fornecida pelas unidades subordinadas empenhadas?

b) Que Modelo de Mapa são usados para o registo e controlo dos


efectivos empenhadas?

c) Como é feita a transmissão dos relatórios de registo e controlo dos


efectivos fornecidos pelas unidades subordinadas empenhadas?

d) Que mecanismos devem ser desenvolvidos para tornar o registo e


controlo dos efectivos empenhadas eficiente?
9
VI. Enquadramento Teórico (1/3)
Função Efectivo
As responsabilidades do Chefe de Pessoal na função EFECTIVO:

 Fazer a “Superintendência no sistema de registos e relatórios, o qual


especifica a situação do pessoal, permitindo a elaboração de estudos de
situação e de planos e a tomada de decisões, além de garantir o eficiente
controlo das actividades do pessoal” (Cardoso, 2003:13);
 Fazer a “Manutenção da estimativa de perdas actualizada e das
instruções necessárias para dispor de elementos que permitam, em
qualquer altura, informar a situação presente e futura (estimada) em
efectivados e propor medidas para a resolução” (idem);

10
VI. Enquadramento Teórico (2/3)
Sistema de registo e relatórios

Mapa • Contem o efectivos


Diário da orgânicos, existentes,
Força perdas e recompletamentos.

• Inclui todas categorias de perdas e


Mensagem ganhos de pessoal no período de
de Efectivos 24 horas;

•Informações relativas a
Relatório todo o pessoal da Un
da Manhã (patente, nome e
situação do militar).

Relatório • Fornece os
elementos
de necessários para
Atualização elaborar o RM.

11
VI. Enquadramento Teórico (3/3)
Conteúdos e normas de elaboração
Critérios Mapa Diário da Força Mensagem de Relatório da Manhã
Efectivos
• É elaborado pela sec/sub-sec)
• Responsabilidade do • Responsabilidade
de Pessoal baseado nas
Oficial de Pessoal; do Oficial de
informações obtidas dos RA das
• Elaborado com base Pessoal;
CIA;
nas informações obtidas • Nos escalões
Elaboração • É preparado sempre que haja
das Un subordinadas; inferiores a Bat a
alterações que afectem o
• É preparado responsabilidade
pessoal, em regra diariamente e
diariamente e referido as cabe ao
diz respeito, no mínimo, a um
18H00. comandante.
período de 24 horas.
• É entregue por cada CIA,
• É transmitida ao através do respectivo comando
escalão superior apenas de Bat/Grupo;
no 1º dia, quando da • É transmitida sob • Quando em CIA os dados são
Transmissão
atribuição ou reforço; forma de
• As alterações dos dias mensagem. transmitidos pelo RA, feito por
seguintes são feitas cada CIA normalmente sob a
através da MEF.
forma de mensagem. 12
VII. Procedimentos Metodológicos (1/2)
Tipo de Pesquisa
Visa aprofundar o
a) Do ponto de vista dos objectivos Explicativa conhecimento da realidade
ao explicar a razão, do
b) Quanto a Procedimento Técnico Bibliográfica e Documental
porquê das coisas.

c) Quanto a forma de abordagem Qualitativa


• Constituído por Material já
publicado (Livros, artigos de
Instrumentos de colecta de dados • Aperiódicos e da internet).
escolha deve-se ao facto de se
• Constituído
pretender por materiais
colectar dados não que
20 Participantes militares
não receberam
quantificáveis sendo
aindadas
por meio 4
umentrevistas
d) Entrevista semi-estruturada ligadossemi-estruturada.
a Gestão deanalítico
tratamento Pessoal(Manuais
e 16
• Descrição
comandantes Internos
das eda
Instruções
sub-unidades.
amostra, organização
normativas) e identificação dos
dos comentários
padrões.
Permite ao entrevistado
c) Delimitação Temporal 2013 à 2017
responder as perguntas dentro da
sua concepção, mas, não se trata
c) Delimitação Espacial Brigada de Infantaria Motorizada
de deixá-lo falar livremente.
de
Chókwè
13
VII. Procedimentos Metodológicos (2/2)
Analise e interpretação dos dados qualitativos:

Para gerar as estratégias de acção a serem adoptadas no registo e controlo


dos efectivos empenhados será aplicado a matriz TOWS (Threats,
Opportunities, Weaknesses, Strengths) segundo Community Tools Box.
FORÇA FRAQUEZA
(Strengths = S) (Weaknesses = W)

OPORTUNIDADE Opportunity-Strength (O-S) Opportunity-Weakness (O-W)


(Opportunity = O) Estratégia = Use os pontos fortes Estratégia = Superar as fraquezas
para aproveitar as oportunidades. aproveitando as oportunidades.

AMEAÇAS Threat-Strength (T-S) Threat-Weakness (T-W)


(Threats = T) Estratégia = Use forças para evitar Estratégia = Minimize as
ameaças. fraquezas para evitar ameaças.
14
VIII. Orçamento do Projecto

N∕O Descrição Quantidade PU Valor


1 Canetas 2 12,5 25,00
2 Lápis 2 10 20,00
3 Borracha 1 5 5,00
4 Régua 1 30 30,00
5 Afiador 1 5 5,00
6 Bloco de nota 2 100 200,00
7 Gravador 1 1700 1.700,00
8 Máquina fotográfica 1 3500 3.500,00
9 Internet 3 200 600,00
10 Bilhete de Transporte 12 200 2.400,00
11 Alimentação 6 120 720,00
12 Recargas de telemóvel 4 50 200,00
Valor Global 9.405,00
15
IX. Cronograma do Projecto

Meses/Ano

N/O Actividades Fev. Març. Abr. Maio Junh. Julh. Agos.


20__ 20__ 20__ 20__ 20__ 20__ 20__
1 Consulta a fontes bibliográfica.
2 Consulta a fontes documentais.
Elaboração de instrumentos de colecta
3
de dados.
4 Condução de entrevistas.
5 Apresentação e discussão dos dados.
6 Redacção da monografia.
7 Ultimas Correcções.
8 Entrega da Dissertação.

16
Fim da Apresentação

Questões?

Por:
Edson Mendonça

Machava, 22/10/2018
INSTITUTO SUPERIOR DE ESTUDOS DE DEFESA
“TENENTE-GENERAL ARMANDO EMÍLIO
GUEBUZA”
DEPARTAMENTO DE ENSINO
8º CPOS

Projecto de Pesquisa

Lições Aprendidas no Registo e Controlo dos


Efectivos Empenhados Durante a Tensão Político-
Militar de 2013 à 2017

Autor: Edson Nico M. Mendonça Supervisor: Patrício Canda

Machava, 2018

Centres d'intérêt liés