Vous êtes sur la page 1sur 18

O que você deve saber sobre

A INDÚSTRIA NO BRASIL

Ao longo de sua história, o Brasil foi considerado um país de vocação


agrário-exportadora. Durante o século XX, no entanto, viveu
importante impulso industrial, destacando-se inclusive em setores
considerados de ponta, como o aeronáutico, o bélico e o de
componentes eletrônicos.
I. O histórico da industrialização

 Fins do século XIX: fraco desempenho no setor industrial. A


produção cafeeira era a fonte de riqueza nacional.

 Processo de industrialização cem anos após a Revolução Industrial


 Impulso industrial: recursos da cafeicultura, expansão urbana,
chegada das ferrovias e imigrantes

 Indústria dependente econômica e tecnologicamente das nações


desenvolvidas da época

 Modelo de industrialização: substituição de importações

A INDÚSTRIA NO BRASIL
I. O histórico da industrialização

 Governo Vargas: intervenção estatal na economia e


investimentos no setor de indústrias de bens de produção

• Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) em 1941

• Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) em 1942

• Petrobras em 1953

 Governo de Juscelino, de 1956 a 1961: investimentos no setor


industrial, especialmente energia e transportes

• Incentivos ao capital estrangeiro

A INDÚSTRIA NO BRASIL
I. O histórico da industrialização

 Ditadura militar, de 1964 a 1985: crescente entrada de


empresas estrangeiras no país

• Estímulo ao consumo da classe média: crédito e incentivos

• Investimento em grandes obras à custa de empréstimos


internacionais. Crescimento da dívida externa

• Década de 1970: “milagre brasileiro”

• Década de 1980: “década perdida”

A INDÚSTRIA NO BRASIL
I. O histórico da industrialização

 Democratização política: medidas para recuperar a economia


 Década de 1990: processo de privatização
• Falência de empresas e altos índices de desemprego

A INDÚSTRIA NO BRASIL
II. A localização BRASIL: DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA INDÚSTRIA
industrial

A INDÚSTRIA NO BRASIL
II. A localização REGIÃO SUL: INDÚSTRIA

industrial

A INDÚSTRIA NO BRASIL
II. A localização industrial

 Região Nordeste: salto a partir da década de 1990


• Inicialmente, predomínio de indústrias alimentícias, têxteis e
de processamento de couro

• Hoje, destacam-se autopeças, produtos petroquímicos,


softwares, componentes eletrônicos, roupas e calçados.

 Região Norte: Zona Franca de Manaus. Indústrias


mecânicas, de material de transporte e de eletroeletrônicos.

• Pará: grande concentração da indústria extrativa mineral.


Destacam-se ainda siderúrgicas e metalúrgicas de
processamento da bauxita.

A INDÚSTRIA NO BRASIL
II. A localização industrial

 Centro-Oeste: pequena participação no cenário industrial nacional


• Maiores concentrações: Brasília, Campo Grande, Goiânia e
Corumbá, onde encontramos indústrias ligadas à produção de
cimento, alimentos, produtos químicos, tecidos e de processamento
de carne e couro.

• Maciço do Urucum: forte presença da indústria extrativa mineral

A INDÚSTRIA NO BRASIL
II. A localização industrial

BRASIL: INDÚSTRIAS SEGUNDO O GRAU DE INOVAÇÃO

A INDÚSTRIA NO BRASIL
EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 2
(Fuvest-SP)
A política industrial do atual governo brasileiro visa:

a) proteger as indústrias tradicionais de baixa tecnologia, para


garantir o atual nível de emprego industrial.
b) proteger a indústria nacional contra a competição desleal de
empresas estrangeiras mais eficientes.
c) uma melhor distribuição geográfica do parque industrial que
atualmente se concentra no Sudeste.
d) amparar os setores industriais de alta tecnologia, garantindo-lhes
reserva de mercado e apoio tecnológico.
e) desenvolver maior eficiência produtiva e competitividade das
empresas, desestimulando cartéis e monopólios.
RESPOSTA:

A INDÚSTRIA NO BRASIL — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 3
(Unicamp-SP)
Levando-se em consideração que, historicamente, a implantação de indústrias siderúrgicas constituiu-se em fator fundamental
no processo de industrialização:

a) justifique a importância das indústrias siderúrgicas;


RESPOSTA:

e deu sua implantação no Brasil RESPOSTA:

A INDÚSTRIA NO BRASIL — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 4
(Cesgranrio-RJ)
Com a implantação da grande siderurgia no país, a partir dos anos 30 e 40, incrementou-se a demanda por carvão mineral.
Esta demanda, no entanto, não foi satisfeita pela produção nacional em virtude de:

I. baixa qualidade proveniente do baixo teor de cinzas e enxofre.


II. dificuldade de extração das jazidas nacionais, que são contínuas e bem espessas.
III. elevados custos finais, onerados pela deficiente estrutura de transportes.
IV. volume de carvão coqueificável ser inferior ao que pede o mercado.

As afirmativas corretas são:

a) somente I e II.
b) somente I e III.
c) somente II e III.
d) somente II e IV.
e) somente III e IV.
RESPOSTA:

A INDÚSTRIA NO BRASIL — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 6
(Cesgranrio-RJ)
Os gráficos a seguir demonstram a distribuição espacial da indústria brasileira. Eles permitem fazer, juntamente com seus
conhecimentos, as deduções a seguir, EXCETO UMA. Assinale-a:
EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 6
a) A má distribuição regional da indústria é um dos mais graves
fatores de desigualdades regionais.
b) A relação dos três elementos citados (Est./P.O./V.T.) indica serem
as indústrias nordestinas, principalmente, de pequeno porte.
c) As disparidades da distribuição espacial revelam a inexistência ou
escassez de matérias-primas fora do Sudeste.
d) A (pouca) industrialização do Norte resulta quase integralmente do
que se produz na Zona Franca.
e) O Sul tem uma tradição industrial que está ligada ao mercado
interno gerado pelas médias propriedades.
RESPOSTA:

A INDÚSTRIA NO BRASIL — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 8
(UEL-PR)
Em sua fase inicial, associada à substituição das importações, a industrialização brasileira ressentiu-se principalmente:

a) da falta de iniciativa estatal, uma vez que o Estado tinha interesse


em manter a agroexportação do café.
b) das dificuldades provocadas pela Grande Guerra, que
impossibilitavam a produção de bens, antes importados.
c) da conjuntura internacional desfavorável, pois as grandes potências
econômicas procuravam manter o monopólio industrial.
d) da ausência de uma integração em nível de América Latina.
e) da falta de integração do território, reflexo de uma organização
espacial ligada à exportação de bens primários.
RESPOSTA: E

A INDÚSTRIA NO BRASIL — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 10
(Fatec-SP)
As seguintes afirmações referem-se à industrialização brasileira.

I. Participação do capital das multinacionais na construção de infraestrutura em produção energética e rede viária.
II. Concentração espacial no Sudeste, em especial no eixo Rio-São Paulo.
III. Participação governamental, através do Plano de Metas, durante o governo Kubitschek.
IV. Aplicação de vultosas verbas em ciência e tecnologia no setor de pesquisa das universidades.

Quanto a essas afirmações,

a) todas estão corretas.


b) somente a I está correta.
c) somente a II e a III estão corretas.
d) nenhuma está correta.
e) somente a I, a III e a IV estão corretas.
RESPOSTA:

A INDÚSTRIA NO BRASIL — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 14
(UFBA)
A industrialização, no Brasil, provocou profundas transformações na organização do espaço.

Baseando-se nessa afirmativa, pode-se dizer:

(01) No período do governo de Juscelino Kubitschek, o Brasil atingiu


um estágio de desenvolvimento e independência econômica que
possibilitou a consolidação do seu parque industrial.
(02) O período do “milagre econômico” caracterizou-se pela
concentração industrial, pela produção de bens de consumo duráveis e
pelo aprofundamento dos desníveis regionais.
(04) O crescimento econômico brasileiro, nas décadas de 70/80 do
século XX, está associado ao crescimento da sua dívida externa.
(08) Ao se industrializar, o Brasil conseguiu crescer economicamente
e promover o seu desenvolvimento.
(16) A indústria automobilística brasileira consolidou a formação do
complexo industrial de São Paulo.
RESPOSTA:
Soma: