Vous êtes sur la page 1sur 16

PODER, LEGITIMIDADE E

LEGALIDADE

Prof. André Maciel


APRESENTAÇÃO
 Carlos André Maciel Pinheiro Pereira
 Graduado em Direito (UNI-RN/2014)

 Especialista em Direito Tributário (IBET/2016)

 Mestre em Direito Constitucional (UFRN/2018)

 Advogado com atuação nas áreas de Direito Civil, Direito do Consumidor e


Direito Tributário

 Professor da Escola de Direito da Universidade Potiguar (UnP)

 Autor do livro “Jurisdição procedimental: o agir comunicativo da opinião pública


através do amicus curiae” editado pela Juruá

 Desenvolve pesquisas nas áreas de Filosofia do Direito e Direito Constitucional,


com ênfase nas temáticas de “Democracia e Direito”, “Teoria da decisão judicial e
argumentação jurídica”

 Contato: andre.pinheiro@unp.br
SOBRE A METODOLOGIA
 Aula dialogada e interativa;
 Momentos de exposição, de diálogo e construção do
conhecimento a partir das percepções de cada um;
 Atividades em sala e momentos reflexivos;

 Necessidade de feedback entre turma e professor;

 Nossas regras de convivência:


 a) Seja pontual e responsável;
 b) Participe da aula;
 c) Evite conversas paralelas;
 d) Fique a vontade para mandar dúvidas pelo meio
que achar conveniente;
SOBRE A DISCIPLINA
 Datas importantes
 Unidade I
 Início no dia 12/02
 Prova no dia 02/04

 Unidade II
 Início no dia 09/04
 Prova no dia 30/04

 Unidade III:
 Início no dia 07/05
 Prova no dia 04/06

 Avaliação final no dia 11/06


ALGUNS CONCEITOS ESSENCIAIS

Ciência
Política

Direito
Constitucional

Teoria
Geral do
Estado
ALGUNS CONCEITOS ESSENCIAIS
 A política e a natureza gregária do homem;
 O homem e a associação em prol da proteção;

 A política como organização do caos decorrente das


diferenças e expressão da liberdade - Hannah Arendt;
 A banalidade do mal e o pensamento político como condição
humana;

 O zoopolitikon e a polis: o homem e a cidade - Aristóteles;


 “O homem vive na pólis e na polis se realiza como tal”
 A ética, a política e a igualdade

 A releitura de Aristóteles e um breve mergulho na história


do “entre-homens” e a eudaimonia como objetivo;
ALGUNS CONCEITOS ESSENCIAIS
 Ainda sobre a política e a natureza gregária do
homem;
 As formas boas e ruins: o fator da corrupção humana;

 O sistema da idade média e o papel da religião;

 Do período clássico até os dias atuais: a


“profanização” das sociedades contemporâneos e a
eclosão do pluralismo;

 Política enquanto vetor de transformação: revoluções


e involuções;
ALGUNS CONCEITOS ESSENCIAIS
 Política enquanto pensamento e enquanto arte: o
pensar os fins e o fazer acontecer;
 Doutrinas e instituições;

 Ciência Política: passado, presente e futuro;


 Visão filosófica

 A ciência política e a organização (racional?) do


Estado;
 Visão sociológica (Max Weber)

 A ciência política e a produção das normas;


 Visão jurídica: a teoria geral do Estado (Hans Kelsen)
ALGUNS CONCEITOS ESSENCIAIS
 Sintetizando o conceito de política:
 “Dessa atividade a pólis é, por vezes, o sujeito, quando
referidos à esfera da Política atos como o ordenar ou
proibir alguma coisa com efeitos vinculadores para
todos os membros de um determinado grupo social, o
exercício de um domínio exclusivo sobre um
determinado território, o legislar através de normas
válidas erga omnes, o tirar e transferir recursos de um
setor da sociedade para outros, etc; outras vezes ela é
objeto, quando são referidas à esfera da Política ações
como a conquista, a manutenção, a defesa, a
ampliação, o robustecimento, a derrubada, a
destruição do poder estatal, etc”
 In: BOBBIO, Norberto. Dicionário de política. Volume I.
Trad. Carmen C. Varriale et al. 11. ed. Brasília: UnB, 1998.
p. 954
ALGUNS CONCEITOS ESSENCIAIS
Sociedade civil
pratica o
exercício da
cidadania
através dos
direitos políticos
(votar e ser
votado)

Concretização
Formação da
das políticas
estrutura
públicas que são
política
necessárias para
(composição) do
manutenção da
Estado
sociedade

Exercício das
Produção da
instituições
legislação que
políticas pelos
irá ordenar a
mandatários
sociedade e
legitimados
concretizar
através do
direitos
processo político
SOCIEDADE E ESTADO
O Estado enquanto instituição;

 Os componentes: povo e território;

 Características do Estado:
 Monopólio da produção legislativa;
 Uso racional – ou legitimo - da
violência;
 Vingança privada e o exercício arbitrário
das próprias razões;
 Soberania no plano do direito
LEGALIDADE E LEGITIMIDADE
 O que são princípios dentro do Direito?
 Características;
 Princípio como mandamento de otimização (Robert Alexy);
 Princípio e seu conteúdo moral (Ronald Dworkin);

 O princípio da legalidade;
 Caráter procedimental e harmônico;
 Consequências do descumprimento;
 Art. 5º, inciso II da Constituição Federal;

 O princípio da legitimidade;
 Legitimidade e pluralismo;
 O sufrágio universal e o consenso funcional;
 Art. 1º, parágrafo único da Constituição Federal;
LEGALIDADE E LEGITIMIDADE
 Considerações sobre a legitimidade:
 Visão sociológica;
 Porque obedecemos ao poder estatal?
 Entre a faticidade e a validade; (Jürgen Habermas)
 O medo da punição vs. a co-autoria do direito;

 Tipos de autoridade: tradicional, carismática e burocrática/legal; (Max


Weber);

 Visão jurídica;
 Legalidade é forma e legitimidade o conteúdo; (Georges Burdeau)
 Legitimidade é o contexto ideológico e a legalidade a forma jurídica que
condicionam o exercício do poder; (Julien Laferrière);
 Legalidade é a observância do texto constitucional e a legitimidade contempla
a atenção aos princípios fundamentes daquela ordem (Maurice Duverger);

 A legitimidade como condicionante ao exercício legítimo de um


poder;

 Um governo pode ser legítimo e ilegal? E o oposto?


 O elemento da revolução;
 A perda da governabilidade;
SUGESTÕES PARA LEITURA
 BONAVIDES, Paulo. Ciência política. 23. ed . São Paulo:
Malheiros, 2016. Capítulo 8.
 Leitura obrigatória

 ARENDT, Hannah. A condição humana. Trad. Roberto


Raposo. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.
Capítulo 2.
 Leitura suplementar – para ir além;

 BOBBIO, Norberto. Estado, governo e sociedade: para uma


teoria geral da política. Trad. Marco Aurélio Nogueira. 14. ed.
Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. Capítulo 3.
 Leitura suplementar – para ir além;

 DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de teoria geral do


Estado. 33. ed. São Paulo: Saraiva, 2016. Capítulo 1.
 Leitura complementar
QUESTÕES PARA REFLEXÃO
 O que é o Estado? E o que é política?

 Como a sociedade, a política e o Estado estão


relacionados?

 Qual a relevância da ciência política para o


direito?

 Como garantir um governo mais legítimo? É


possível pensar em uma forma de incrementar a
legitimidade? Qual o caminho?
FIM!!!

Dúvidas?