Vous êtes sur la page 1sur 16

Conferência realizada no Departamento de Medicina Preventiva e Social

em 27 de abril de 2001 - Seminários Saúde e Trabalho

Ergonomia Cognitiva:

Novo trabalho, Tarefas


complexas, Outras
competências

Júlia Issy Abrahão


Universidade de Brasília
Ergonomia
Objetivos da Ergonomia:
 transformar o contexto de trabalho e,
 produzir conhecimentos científicos

Os princípios que norteiam a ação ergonômica:


 a integração entre o conforto, a segurança e a
eficiência dos homens e dos equipamentos;
 a atividade de trabalho como eixo central; e,
 a articulação entre o trabalho prescrito e o
trabalho real
Ergonomia e Novas Tecnologias

As evoluções tecnológicas influenciaram


na gênese da ergonomia enquanto
disciplina e têm alterado de forma
estrutural a relação homem-trabalho.

A introdução das novas tecnologias no contexto


de trabalho:
 altera a natureza da atividade;
 eleva a complexidade da tarefa; e,
 aumenta as exigências de natureza cognitiva.
Características das tarefas
complexas
As tarefas tendem a ser mais complexas:

 quanto maior o número de elementos a serem


tratados;
 quando requer do sujeito uma capacidade de
avaliação e antecipação dos procedimentos e
disfuncionamentos;
 quando exige capacidade de abstração acentuada;
 quando a sua natureza é dinâmica e incerta.
Modelo Ergonômico Genérico - MEG
Sistema
de
metas e sub-metas
C trabalho critérios para
Operador o demanda
bons resultados
m restrições demanda
suportes restrições
p resposta Sistema Posto de condições
Características Atividades tecnológico
(físicas, e trabalho Ambiente
físicas
psicológicas, t + do sistema
sociológicas) ê cognitivas de trabalho
ações Sistema ambiente resposta
n empresarial e físico produtos
c organizacional

i
Políticas
a sócio-econômicas
s Co-operadores

ST interpretado
ST real
ST prescrito

resultados
do trabalho
Modelo proposto por
Marmaras e Pavard (1999)
MEG - Cognição

Ênfase no componente
cognitivo
Ambiente do
Sistema de Sistema de
Trabalho Trabalho  Diagnóstico
 Compreensão dos

Operador processos cognitivos


 Transformação do
sistema técnico
Processos perceptivo
e cognitivo

 Possibilidade de erros

 Verdade X Realidade

 Processos perceptivo e cognitivo


Processos perceptivo e cognitivo

Objeto Interpretação e
Integração das
Cérebro R
características
Captação E
do objeto aos
S
Estrutura conhecimentos
pelo P
s do sujeito
O
corticais
Sistema •Memória S
Sistema •Categorização T
Características: Sensorial Cognitivo A
•Atenção
- cor •Resolução de S
- textura Problemas: tipos
- tamanho de raciocínio
- formato
•Linguagem
- profundidade

Processo Perceptivo Processos Cognitivos


Cognição

 Mecanismos mentais que agem sobre a


informação sensorial, buscando a sua
interpretação, classificação e organização

 Conjunto de atividades e processos pelos


quais um organismo adquire informação
e desenvolve conhecimentos.
Cognição
 Diferentes disciplinas estudam os Processos
Cognitivos
 A cognição no contexto do trabalho (mesmo
em tarefas repetitivas)
 A influência das Novas Tecnologias

Necessidade de novos métodos de


investigação e um novo corpo teórico
Ergonomia Cognitiva
 Disciplina aplicada que estuda os processos
cognitivos em situação de trabalho
 Não se trata de entender a natureza da
cognição humana
 Particularização do conhecimento mais
amplo para compreender uma situação
específica
 Formação de um quadro teórico com
conceitos próprios
Cognição Situada

 Centrada na Atividade

 Particularização de conhecimentos

 Conhecimento criado “pela ação” e


“para ação”
Cognição Compartilhada

 Conhecimento relativo ao coletivo do


trabalho
 Representações compartilhadas
sobre as atividades desempenhadas
 Não é uma somatória de
conhecimentos
 Estruturadora das ações e interações
no grupo
Representação para Ação

 Representações mentais que atuam como


elo entre sujeito e o contexto
 Apreensão de elementos de um contexto
 Imagem operatória
 Modelos mentais incompletos, pessoais e
instáveis
 Norteia a ação do indivíduo
Representação para Ação

 Características:
- processos mentais ativos para apropriação
das situações;
- construir significados sobre uma situação -
caráter finalístico;
- processo qualitativo de re(estruturação)
constante e reorganização dos conteúdos -
processo de aprendizagem;
- desenvolvimento contínuo; e
- o processo representativo não é cristalizado.
Desenvolvimento de
competências

Conhecimentos Habilidades

Experiência
Competência