Vous êtes sur la page 1sur 11

Teoria dos estágios cognitivos de Jean Piaget

■ Piaget tinha uma visão organicista do desenvolvimento como o produto dos


esforços da criança para entender e agir em seu mundo.
■ A partir de suas observações acerca de seus próprios filhos e de outras crianças,
ele criou uma abrangente teoria do desenvolvimento cognitivo.
■ O desenvolvimento cognitivo começa com uma capacidade inata de se adaptar ao
ambiente.
Estágio sensório-motor (crianças de 0 a 2)

■ Este estágio de desenvolvimento é caracterizado pela forma como a criança entende


o mundo, reunindo a experiência sensorial com a atividade física. Este é o período
em que a criança melhora reflexos inatos.
Sexto subestágio

Primeiro subestágio Segundo subestágio

Quarto subestágio Terceiro subestágio

Quinto subestágio
Estágio pré-operatório (2 a 7 anos)
■ Jean Piaget descreve as características do raciocínio entre os 2 aos 7 anos de idade.

São caracterizados pelos seguintes fatores :


■ O surgimento da linguagem falada
■ O egocentrismo está muito presente durante toda essa fase
■ Assume a identidade
■ A fase dos “por quês”

O final desse estágio coincide com o início da alfabetização básica.


Identidade
A fase dos “por quês”
Período das operações concretas (7 a
11 ou 12 anos)
■ Início da construção lógica, a criança ■ Em nível de pensamento: estabelece
consegue coordenar os pontos de relações de causas e efeitos,
vista de forma coerente e lógica. consegue sequenciar ideias e
eventos, trabalhar com ideias sob
■ No plano afetivo: capaz de cooperar, dois pontos de vista. No aspecto
trabalhar em equipe, ter autonomia. afetivo: vontade como qualidade
■ No plano intelectual: surgimento das superior, atua quando a conflito de
operações e capacidade de reflexão. tendências ou intenções (dever e
prazer).Sentimentos morais: respeito
mútuo, honestidade,
companheirismo, cooperação. No
aspecto físico: melhoria no nível de
força, rápida maturação morfológica
e funcional. A noção de
pertencimento também torna-se algo
mais latente.
Período das operações formais (12 anos em
diante)

■ É nesse período que ocorre a transição formal e


bastante evidente que surge nas características
do pensamento.
■ A criança começa a realizar raciocínios abstratos
recorrendo ao contato com a realidade, deixando
assim o domínio do concreto para passar as
representações abstratas.
■ Ex: se alguém diz algo que eles não gostam ou
impõem proibições, eles rebatem, contestam e
até gritam para defender sua opinião.
DINÂMICA

Em que fase estou?


Conclusão
■ Percepção ■ Ambiente

■ Observação ■ Formas de comunicação

■ Convivência ■ Sistemas de controle

■ Socialização ■ Atividades lúdicas globais

■ Percepção de si ■ Sonhos e desejos