Vous êtes sur la page 1sur 15

INTRODUÇÃO A CONTABILIDADE DE CUSTOS

A Contabilidade é uma ciência social que estuda a riqueza


patrimonial individualizada, sob os aspectos quantitativos e
qualitativos.
Tem entre seus objetivos, a geração de informações e a
explicação dos fenômenos patrimoniais, possibilitando o controle,
o planejamento e a tomada de decisão, no enfoque
passado/presente/futuro.

Contabilidade de Custos: Parte da ciência contábil que se


dedica ao estudo racional dos gastos feitos para se obter um
bem de venda ou de consumo, quer seja um produto, uma
mercadoria ou um serviço.

A ciência contábil ramifica-se em uma gama de especializações,


sendo que cada uma delas estuda o patrimônio sob uma ótica
particular.
A determinante disso,são:
as atividades desenvolvidas pelas organizações
as políticas adotadas
os interesses dos usuários
as normas governamentais, dentre outras.

Outras
Contabilidade Ciência Contábil
Agrícola
Contabilidade
Comercial
Contabilidade
Gerencial Contabilidade Contabilidade
Social de Custos
ORIGEM DA CONTABILIDADE DE CUSTOS

• Antes da Revolução industrial, os produtos eram fabricados


por artesãos que, via de regra, não constituíam pessoas
jurídicas e pouco preocupavam-se com o cálculo de custos.

• Nasceu da Contabilidade financeira, quando da necessidade


de avaliar estoques na indústria.

• A contabilidade nessa época, tinha sua aplicação maior no


segmento comercial, sendo utilizada para apuração do
resultado do exercício. Porém, com o incremento da indústria
surge a necessidade de cálculo de custos para formação de
estoques.
A APURAÇÃO DO RESULTADO
Exemplo:
• Vendas
• (-) custo das mercadorias vendidas
• (=) lucro bruto
• (-) despesas administrativas
• (-) despesas comerciais
• (-) despesas financeiras
• (=) lucro/prejuízo

• Na atividade comercial o custo da mercadoria vendida era


fácil de ser identificado, uma vez que sua composição resulta
do valor pago pela mercadoria, mais tributos não
compensáveis, mais fretes pagos e seguros.
ORIGEM DA CONTABILIDADE DE CUSTOS

No caso de haver variação de estoques, aplica-se a


fórmula envolvendo, estoque inicial, compras e estoque
final para se encontrar o CMV.

CMV = Ei + Comp – Ef

No segmento industrial, a mesma sistemática de cálculo de


custo dos produtos não poderia ser utilizada, uma vez
que o fabricante compra materiais e os transforma,
pagando mão-de-obra para elaborá-los e ainda
consumo de uma infinidade de outros custos (energia,
água etc.), para enfim gerar o bem para venda.
CONTABILIDADE NO SEGMENTO INDUSTRIAL
Vários insumos são consumidos para elaboração de um novo
produto, não é tão simples o cálculo de custos a ser implementado.
E essa dificuldade fez surgir a contabilidade de custos, inicialmente
com a finalidade de mensurar os estoques produzidos, fornecer
dados de custos apropriados às demonstrações contábeis e
determinar o resultado do exercício.

a três finalidades principais:


• a) Fornecer dados de custos para a medição dos lucros e
avaliação dos estoques.

• b) Fornecer informações aos dirigentes para o controle das


operações e atividades da empresa.
• c) Fornecer informações para o planejamento da direção e a
tomada de decisões.

• A partir da revolução industrial a contabilidade de custos muito


evoluiu, passando a gerar informações, não só para controle,
mas também para o planejamento e tomada de decisão.
OBJETIVO DA CONTABILIDADE DE CUSTOS

Especificamente a Contabilidade de Custos objetiva a (o):

• a) avaliação de estoques;
• b) atendimento das exigências ficais;
• c) determinação do resultado;
• d) planejamento;
• e) formação do preço de venda;
• f) controle gerencial;
• g) avaliação de desempenho;
• h) controle operacional;
• i) análise de alternativas;
• j) estabelecimento de parâmetros;
• k) obtenção de dados para orçamentos;
• l) tomada de decisão
A CONTABILIDADE DE CUSTO , A
CONTABILIDADE FINANCEIRA E A
CONTABILIDADE GERENCIAL

• Muitas vezes confundimos as expressões


Contabilidade Financeira, Contabilidade
de Custo e Contabilidade Gerencial. São
expressões sinônimas ? Representam
disciplinas distintas ? São apenas enfoque
diferentes dado à Contabilidade ?
DA CONTABILIDADE FINANCEIRA À
CONTABILIDADE DE CUSTO

• Até a Revolução Industrial(século XVIII), quase só existia a


Contabilidade Financeira(ou geral), que, desenvolvida na
Era Mercantilista, estava bem estruturada para servir as
empresas comerciais .

• Os bens eram quase todos produzidos por pessoas que


poucas vezes constituíam entidades jurídicas. As empresas
propriamente ditas viviam basicamente do comércio, e não
da fabricação. Então, era fácil a verificação do valor de
compra dos bens existentes, bastando a simples consulta
aos documentos de sua aquisição.
DA CONTABILIDADE DE CUSTO À
CONTABILIDADE GERENCIAL

• Com o advento das indústrias, tornou-se mais complexo,


pois para levantamento do balanço e apuração do
resultado, não dispunha agora dos dados para poder
atribuir valor ao estoque, o seu valor de “compras” na
empresa comercial estava agora substituído por uma série
de valores pagos pelos fatores de produção utilizados.

• Devido ao crescimento das empresas, e aumento da


distância entre administrador e ativos e pessoas
administradas, a contabilidade de custos passou a ser
encarada como uma eficiente forma de auxílio do
desempenho dessa nova missão: a gerencial.
Diferenças entre: Custos, Financeira e Gerencial

• A contabilidade de custo se preocupa em estabelecer o preço do


produto ou serviço aplicados ou consumidos na produção de outros
bens. Por isso, se verifica a preocupação pela empresa industrial o
controle no gasto direto sobre o produto.

• A contabilidade gerencial se preocupa também com o produto, mas


com enfoque em sua comercialização, com o mercado que irá consumir
e atingir para o consumo do produto final. Isto é bem visualizado na
área de marketing, onde a cada dia vem se aperfeiçoando e
sofisticando a venda e a comercialização. Contudo, merece também
evidência todo o pessoal envolvido para o engrandecimento da
empresa, alguns até ligados à divulgação e à distribuição do produto.

• A contabilidade financeira se preocupa com a parte legal, estrutural


da empresa e com o fluxo de caixa. Os aspectos legais do produto e
sua comercialização do mercado. Ela está ligada à contabilidade
gerencial como a de custo está para a financeira. Portanto, entende-se
que esteja cada uma com o seu desempenho, mas ao mesmo tempo
ligadas para um mesmo fim, o produto industrial e a saúde da empresa.
Nesse seu novo campo, a Contabilidade de Custos
tem duas funções relevantes:

• No que diz respeito ao controle, sua mais importante missão é


fornecer dados para o estabelecimento de padrões, orçamento
e outras formas de previsão e, um estágio imediatamente
seguinte, acompanhar o efetivamente acontecido para
comparação com valores anteriores definidos.

• No que tange à decisão, seu papel consiste na alimentação de


informações sobre valores relevantes que dizem respeito às
conseqüências de curto e longo prazo sobre medida de corte
de produto, fixação de preços de venda, opção de compra ou
fabricação, etc.

• Resumindo, a Contabilidade de Custos passou, nesses últimos


anos, de mera auxiliar na avaliação dos estoques e lucros
globais para importante arma de controle e base para as
decisões gerencias.
CONCLUSÃO
• A contabilidade financeira está empenhada em fornecer
informações financeiras para uso externo para investidores,
credores, sindicatos trabalhistas, analistas financeiros, agências
governamentais e outros grupos de interessados.
• Está preocupada com os registros apropriados, resumos e
apresentação de ativos, passivos, patrimônio líquido e
resultados.
• A contabilidade gerencial, dá origem à de custos, tem por
objetivo principal fornecer informações para tomada de decisões
internas.

A contabilidade de custos, uma subárea da contabilidade


gerencial, está preocupada com a acumulação e a análise da
informação sobre custos para uso interno dos administradores,
com fins de planejamento, controle, avaliação de desempenho e
tomada de decisões.
IMPORTANCIA DA CONTABILIDADE DE CUSTOS

• As possibilidades de utilização dos fatores de produção


determinam uma variedade infinita no comportamento dos
custos,tornando-se imprescindível, para a empresa ter um
sistema de custos.
• É difícil tomar decisões confiáveis e ter uma margem de
segurança satisfatória, sem o conhecimento dos custos do modo
mais real possível. Nesse sentido, as informações relativas aos
custos de produção e/ou comercialização, desde que
apropriadamente organizadas, resumidas e relatadas,
constituem uma ferramenta administrativa da mais alta
relevância.
• Assim, as informações de custos transformam-se, num
verdadeiro sistema de informações gerenciais, de vital
importância para a administração das organizações
empresariais,porque essas informações constituem um subsídio
básico para o processo de tomada de decisões, bem como para
o planejamento e controle das atividades empresariais.
EXERCÍCIO
EXERCÍCIO
1º) O que você entende por contabilidade de custo e quais as suas
principais finalidades?
2º) Faça um relato sobre a evolução da contabilidade de custo .
3º) Porque é necessário que as empresas industriais tenham um bom
sistema de custo ?
4º)Os Fatores de custo de um produto em uma empresa industrial são os
mesmo em uma empresa comercial ? Justifique sua resposta.
5º)Qual foi o motivo principal para o surgimento da contabilidade de Custo
?
6º)Quais os novos campos da contabilidade de custos? quais suas
funções nesses campos ?

7º) Porque a Contabilidade de Custo passou a ser encarada como um


eficiente forma de auxílio no desempenho gerencial ?
8º) Qual o papel da Contabilidade de Custo no que tange a decisão
gerencial ?
9º) Quais os elementos que compõem o custo do produto na Contabilidade
de Custo ? teça comentários sobre eles .
10º) Porque depois da Revolução Industrial a Contabilidade Financeira
não mais supriu as necessidades das empresas ?