Vous êtes sur la page 1sur 11

2.

TEORIA GERAL DO PROCESSO CONSTITUCIONAL


2.1. CONCEITO
2.2. NATUREZA E OBJETO
2.3. JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL
2.3.1. SEPARAÇÃO ENTRE MODELOS DE PROTEÇÃO (CONCRETA E
ABSTRATA, SUBJETIVA E OBJETIVA)
2.4. FUNÇÃO GARANTISTA DO PROCESSO CONSTITUCIONALIZADO
2. 1. CONCEITO
DIREITO CONSTITUCIONAL PROCESSUAL E DIREITO PROCESSUAL CONSTITUCIONAL
A) DIREITO CONSTITUCIONAL PROCESSUAL
CONJUNTO DE NORMAS E PRINCÍPIOS DE DIREITO PROCESSUAL CONTIDOS NA
CONSTITUIÇÃO FEDERAL, QUE EMBASAM A APLICABILIDADE E A HERMENÊUTICA DE
TODO SISTEMA PROCESSUAL BRASILEIRO. “ELENCO DE NORMAS E PRINCÍPIOS
PROCESSUAIS CONSAGRADOS E TUTELADOS NO TEXTO CONSTITUCIONAL”. (PAULO
HAMILTON SIQUEIRA JÚNIOR) (GRIFO NOSSO). TEM POR OBJETO O ESTUDO
SISTEMATIZADO DO CONJUNTO DE PRINCÍPIOS E REGRAS DE PROCESSO CONTIDOS NA LEI
MAIOR.
B) DIREITO PROCESSUAL CONSTITUCIONAL
COMPREENDE “O ELENCO DE NORMAS E PRINCÍPIOS PROCESSUAIS QUE TEM POR
FINALIDADE REGULAR A JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL”. (PAULO HAMILTON SIQUEIRA
JÚNIOR) (DESTAQUE NOSSO) ALCANÇA O CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE DAS LEIS
E ATOS NORMATIVOS E A DENOMINADA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL DAS LIBERDADES,
COM O USO DOS REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS.
DIZ RESPEITO A PRÓPRIA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL, QUE REÚNE INSTRUMENTOS
JURÍDICOS DESTINADOS A GARANTIA DOS DIREITOS HUMANOS FUNDAMENTAIS CONTIDOS
NA PRÓPRIA CONSTITUIÇÃO.
ASSIM, O DIREITO PROCESSUAL CONSTITUCIONAL TEM POR OBJETO O ESTUDO DA
DENOMINADA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL, QUE COMPREENDE AS NORMAS RELATIVAS
AO CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E A TUTELA DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS.
NESSA LINHA DE RACIOCÍNIO, O DIREITO CONSTITUCIONAL PROCESSUAL SE OCUPARIA DO
ESTUDO DOS PRINCÍPIOS PROCESSUAIS CONSTITUCIONAIS, AO PASSO QUE O DIREITO
PROCESSUAL CONSTITUCIONAL SE OCUPARIA DO ESTUDO DA JURISDIÇÃO
CONSTITUCIONAL.
ATENÇÃO! PARTE DA DOUTRINA CONSIDERA NÃO EXISTIR RAZÃO PARA CITADA
DICOTOMIA, POIS ENTENDE QUE AS MATÉRIAS ATRIBUÍDAS AO CHAMADO DIREITO
CONSTITUCIONAL PROCESSUAL ESTÃO INSERIDAS NO DIREITO PROCESSUAL
CONSTITUCIONAL, E QUE, PORTANTO, TAMBÉM PERTENCEM A ESSE ÚLTIMO RAMO DA
CIÊNCIA JURÍDICA.
DE ACORDO COM WILLIS SANTIAGO GUERRA FILHO: “NÃO NOS PARECE CONVENIENTE OU,
MESMO, JUSTIFICÁVEL A DICOTOMIA COMUMENTE ADOTADA ENTRE NÓS ... DIREITO
PROCESSUAL CONSTITUCIONAL/DIREITO CONSTITUCIONAL PROCESSUAL, VISTO QUE O
PRIMEIRO, SIM, PODE VIR A SER CONSIDERADO UM NOVO RAMO DO DIREITO PROCESSUAL,
TENDO POR OBJETO A TEMÁTICA INDICADA NO TEXTO, ENQUANTO DE UM DIREITO
CONSTITUCIONAL PROCESSUAL (OU CIVIL, PENAL, ETC) SÓ SE PODE FALAR EM UM SENTIDO
METAFÓRICO”. (GRIFO NOSSO)
PARA PAULO ROBERTO DE FIGUEIREDO DANTAS, O DIREITO PROCESSUAL
CONSTITUCIONAL TEM POR OBJETO O ESTUDO SISTEMATIZADO DOS PRINCÍPIOS E REGRAS
CONSTITUCIONAIS QUE TRATAM DO PROCESSO. ESTÃO INCLUÍDOS NESSA DISCIPLINA, OS
PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DE CUNHO PROCESSUAL, AS NORMAS QUE TRATAM DA
ORGANIZAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO, BEM COMO O CONJUNTO DE NORMAS QUE TRATAM
DA CHAMADA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL, E QUE TUTELAM AS LIBERDADES PÚBLICAS E
DISCIPLINAM O CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE DE LEIS E ATOS NORMATIVOS
INSTITUÍDOS PELO PODER PÚIBLICO. (GRIFO NOSSO)
2.2. NATUREZA E OBJETIVO
O PROCESSO CONSTITUCIONAL NÃO É APENAS UM DIREITO INSTRUMENTAL, MAS UMA
METODOLOGIA DE GARANTIA DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS. VISA TUTELAR O PRINCÍPIO
DA SUPREMACIA CONSTITUCIONAL, PROTEGENDO OS DIREITOS FUNDAMENTAIS.
2.3. JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL
SEGUNDO JOSÉ AFONSO DA SILVA, A JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL REVELA-SE COMO
AQUELA QUE TEM POR OBJETO A DEFESA DA CONSTITUIÇÃO.
“EM SENTIDO ESTRITO, JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL CONSISTE NA ENTREGA AOS
ÓRGÃOS DO PODER JUDICIÁRIO DA MISSÃO DE SOLUCIONAR OS CONFLITOS ENTRE AS
NORMAS JURÍDICAS ORDINÁRIAS (E COMPLEMENTARES) E A CONSTITUIÇÃO. E, MAIS
AMPLAMENTE (SENTIDO PRÓPRIO), É A ENTREGA AO PODER JUDICIÁRIO DA MISSÃO DE
SOLUCIONAR CONFLITOS CONSTITUCIONAIS.”
DE ACORDO COM LUÍS ROBERTO BARROSO, A EXPRESSÃO JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL
DESIGNA A INTERPRETAÇÃO E APLICAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL POR ÓRGÃOS
JUDICIAIS.
NO CASO BRASILEIRO, ESSA COMPETÊNCIA É EXERCIDA POR TODOS OS JUÍZES E
TRIBUNAIS, SITUANDO-SE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL NO TOPO DO SISTEMA. A
JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL COMPREENDE DUAS ATUAÇÕES PARTICULARES.
A PRIMEIRA, DE APLICAÇÃO DIRETA DA CONSTITUIÇÃO ÀS SITUAÇÕES NELA
CONTEMPLADAS. POR EXEMPLO, O RECONHECIMENTO DE QUE DETERMINADA
COMPETÊNCIA É DO ESTADO, NÃO DA UNIÃO; OU DO DIREITO DO CONTRIBUINTE A UMA
IMUNIDADE TRIBUTÁRIA; OU DO DIREITO À LIBERDADE DE EXPRESSÃO, SEM CENSURA OU
LICENÇA PRÉVIA.
A SEGUNDA ATUAÇÃO ENVOLVE A APLICAÇÃO INDIRETA DA CONSTITUIÇÃO, QUE SE DÁ
QUANDO O INTÉRPRETE A UTILIZA COMO PARÂMETRO PARA AFERIR A VALIDADE DE UMA
NORMA INFRACONSTITUCIONAL (CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE) OU PARA
ATRIBUIR A ELA O MELHOR SENTIDO, EM MEIO A DIFERENTES POSSIBILIDADES
(INTERPRETAÇÃO CONFORME A CONSTITUIÇÃO).
A INTERPRETAÇÃO CONFORME A CONSTITUIÇÃO FEDERAL TEM POR OBJETO UMA NORMA
COM MAIS DE UM SIGNIFICADO (NORMA POLISSÊMICA).
NESSA HIPÓTESE, O APLICADOR DO DIREITO DEVE OPTAR PELA INTERPRETAÇÃO QUE
GARANTA A CONSTITUCIONALIDADE DA NORMA, AFASTANDO AS INTERPRETAÇÕES QUE
POSSAM SER CONSIDERADAS INCONSTITUCIONAIS.
2.3.1 SEPARAÇÃO ENTRE MODELOS DE PROTEÇÃO (CONCRETA E ABSTRATA, SUBJETIVA E
OBJETIVA)
JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL DIFUSA (CONCRETA)
ASSEGURADA A QUALQUER ÓRGÃO JURISDICIONAL INCUMBIDO DE APLICAR AS LEIS AO
CASO CONCRETO O PODER-DEVER DE AFASTAR A APLICAÇÃO DE NORMAS INCOMPATÍVEIS
COM A CONSTITUIÇÃO. EM REGRA, A DECISÃO PROFERIDA PELO PODER JUDICIÁRIO SÓ
PRODUZ EFEITOS ENTRE AS PARTES. A NORMA, NÃO É RETIRADA DO ORDENAMENTO
JURÍDICO, PERMANECENDO VÁLIDA E EFICAZ EM RELAÇÃO A TODAS AS DEMAIS PESSOAS,
QUE NÃO FORAM PARTES DO PROCESSO.
JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL CONCENTRADA (ABSTRATA)
CARACTERIZADA POR SER EXERCIDA EXCLUSIVAMENTE PELA CORTE SUPREMA E POR
POSSUIR EFEITO VINCULANTE E EFICÁCIA ERGA OMNES.
O CONTROLE CONCENTRADO TEM POR OBJETO A OBTENÇÃO DA DECLARAÇÃO DE
INCONSTITUCIONALIDADE (OU CONSTITUCIONALIDADE) DE LEI OU ATO NORMATIVO, EM
TESE, INDEPENDENTEMENTE DA EXISTÊNCIA DE CASOS CONCRETOS EM QUE A
CONSTITUCIONALIDADE DA NORMA ESTEJA SENDO DISCUTIDA.
JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL MISTA
CONGREGA O CONTROLE DIFUSO E O CONTROLE CONCENTRADO. O MODELO DE
CONSTITUCIONALIDADE BRASILEIRO CONJUGA O MODELO DIFUSO DE INSPIRAÇÃO
NORTE-AMERICANA QUE POSSIBILITA A TODOS OS ÓRGÃOS DO PODER JUDICIÁRIO A
REALIZAÇÃO DO CONTROLE VIA INCIDENTAL DOS ATOS NORMATIVOS E LEIS, E O
CONCENTRADO, PROVENIENTE DE PAÍSES EUROPEUS, EM QUE ÚNICO ÓRGÃO DO
JUDICIÁRIO REALIZA O CONTROLE ABSTRATO DAS NORMAS JURÍDICAS.
2.4. FUNÇÃO GARANTISTA DO PROCESSO CONSTITUCIONALIZADO
O NOVO DIREITO CONSTITUCIONAL (OU NEOCONSTITUCIONALISMO) DESENVOLVEU-SE
NA EUROPA, AO LONGO DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XX, E, NO BRASIL, APÓS A
CONSTITUIÇÃO DE 1988.
O AMBIENTE FILOSÓFICO EM QUE FLORESCEU FOI O DO PÓS-POSITIVISMO, TENDO COMO
PRINCIPAIS MUDANÇAS DE PARADIGMA, NO PLANO TEÓRICO, O RECONHECIMENTO DE
FORÇA NORMATIVA À CONSTITUIÇÃO, A EXPANSÃO DA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL E A
ELABORAÇÃO DAS DIFERENTES CATEGORIAS DA NOVA INTERPRETAÇÃO CONSTITUCIONAL.
FRUTO DESSE PROCESSO, A CONSTITUCIONALIZAÇÃO DO DIREITO IMPORTA NA
IRRADIAÇÃO DOS VALORES ABRIGADOS NOS PRINCÍPIOS E REGRAS DA CONSTITUIÇÃO POR
TODO O ORDENAMENTO JURÍDICO, NOTADAMENTE POR VIA DA JURISDIÇÃO
CONSTITUCIONAL, EM SEUS DIFERENTES NÍVEIS. DELA RESULTA A APLICABILIDADE
DIRETA DA CONSTITUIÇÃO A DIVERSAS SITUAÇÕES, A INCONSTITUCIONALIDADE DAS
NORMAS INCOMPATÍVEIS COM A CARTA CONSTITUCIONAL E, SOBRETUDO, A
INTERPRETAÇÃO DAS NORMAS INFRACONSTITUCIONAIS CONFORME A CONSTITUIÇÃO.
DENTRO DESSE CONTEXTO, O PROCESSO CONSTITUCIONAL GARANTE A FRUIÇÃO DO
DIREITO FUNDAMENTAL À JURISDIÇÃO, BEM COMO DO DEVIDO PROCESSO LEGAL
(CONTRADITÓRIO, ISONOMIA AMPLA DEFESA, FUNDAMENTAÇÃO DAS DECISÕES), QUE
ABRANGE QUALQUER TIPO DE PROCESSO, SEJA JURISDICIONAL, LEGISLATIVO OU
ADMINISTRATIVO.
EXERCÍCIO
(OAB XVIII EXAME) Questão 14: Muitos Estados ocidentais, a partir do processo
revolucionário franco-americano do final do século XVIII, atribuíram aos juízes a função de
interpretar a Constituição, daí surgindo a denominada jurisdição constitucional.
A respeito do controle de constitucionalidade exercido por esse tipo de estrutura orgânica,
assinale a afirmativa correta.
a) A supremacia da Constituição e a hierarquia das fontes normativas destacam-se entre os
pressupostos do controle de constitucionalidade.
b) A denominada mutação constitucional é uma modalidade de controle de
constitucionalidade realizado pela jurisdição constitucional.
c) O controle concentrado de constitucionalidade consiste na análise da compatibilidade de
qualquer norma infraconstitucional com a Constituição.
d) O controle de constitucionalidade de qualquer decreto regulamentar deve ser realizado
pela via difusa.
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
DANTAS, Paulo Roberto de Figueiredo Dantas. Direito Processual Constitucional. 7ª Edição.
São Paulo. Editora Saraiva. 2017.
MEDINA, Paulo Roberto de Gouvêa. Direito Processual Constitucional. 5ª Edição. Rio de
Janeiro. Editora Forense. 2012.
CAPEZ, Fernando. Curso de Processo Penal. 14ª Edição. São Paulo. Editora Saraiva. 2007.
MOREIRA, Rômulo de Andrade. O cabimento do habeas corpus e o interesse-adequação: a
tutela da liberdade de locomoção. Jus Navigandi, Teresina, ano 18 n. 3543,14 mar. 2013.
Disponível em: <http://jus.com.br/artigos/23958>. Acesso em: 18 ago. 2013.
SILVA JÚNIOR, Antoniel Souza Ribeiro da. Do cabimento do habeas corpus nas prisões
disciplinares militares ilegais e abusivas. Jus Navigandi, Teresina, ano 7, n. 60, 1 nov.2002.
Disponível em: <http://jus.com.br/ artigos/3448>. Acesso em: 21 ago. 2013.
SILVA, José Afonso. Jurisdição Constitucional da Liberdade no Brasil. Revista do Centro de
Estúdios Políticos y Constitucionales, p. 9. Disponível em:
http:www.cepc.es/rap/Publicaciones/Revistas/8/AIB 003 009.pdf.