Vous êtes sur la page 1sur 30

Química Geral

Aula 6 – Ligações Químicas


Forças Moleculares
• Dois tipos forças atuam no interior da matéria:
são as forças intermoleculares (entre
moléculas) e as forças intramoleculares (que
agem no interior dessas moléculas).
• Forças intermoleculares: Pontes de Hidrogênio
e Forças de Van der Waals.
• Forças intramoleculares: São as ligações
químicas, que podem ser iônicas, covalentes
ou metálicas.
Ligações Químicas
• As ligações químicas são responsáveis pela união
estável de átomos , resultando na formação de
moléculas.
• Representam interações entre dois ou mais
átomos, ocorrendo por compartilhamento,
doação ou deslocamento de elétrons.
• Cada um desses processos é caracterizado por
uma denominação de ligação química (iônica,
covalente ou metálica), embora a grande maioria
das ligações não ocorre de modo a pertencer
100% a um determinado grupo.
Estabilidade dos Gases Nobres
• De todos os elementos químicos conhecidos,
apenas os gases nobres são encontrados na
natureza como átomos isolados. Os demais se
encontram sempre ligados uns aos outros.
• Os gases nobres são estáveis pois têm a última
camada da eletrosfera completa, ou seja, com 8
elétrons (ou 2 elétrons no caso do Hélio).
• Regra do Octeto: Os elementos químicos devem
sempre conter 8 elétrons na última camada
eletrônica para ficarem estáveis.
Tabela Periódica
Estabilidade dos Gases Nobres
Exemplo 1
Um elemento químico de configuração
eletrônica 1s22s22p63s23p5 possui forte
tendência para:
a) perder 5 elétrons.
b) perder 1 elétron.
c) perder 2 elétrons.
d) ganhar 2 elétrons.
e) ganhar 1 elétron.
Exemplo 2
Os átomos de certo elemento químico metálico possuem,
cada um, 3 prótons, 4 nêutrons e 3 elétrons. A energia
de ionização desse elemento está entre as mais baixas
dos elementos da Tabela Periódica. Ao interagir com
halogênio, esses átomos têm alterado o seu número
de:
a) prótons, transformando-se em cátions.
b) elétrons, transformando-se em ânions.
c) nêutrons, mantendo-se eletricamente neutros.
d) prótons, transformando-se em ânions.
e) elétrons, transformando-se em cátions.
Exemplo 3
(MACKENZIE-SP) Para que átomos de enxofre e potássio
adquiram configuração eletrônica igual à de um gás nobre,
é necessário que: dados: S (Z = 16); K (Z = 19).

a) o enxofre receba 2 elétrons e que o potássio receba 7


elétrons.
b) o enxofre ceda 6 elétrons e que o potássio receba 7
elétrons.
c) o enxofre ceda 2 elétrons e que o potássio ceda 1 elétron.
d) o enxofre receba 6 elétrons e que o potássio ceda 1
elétron.
e) o enxofre receba 2 elétrons e que o potássio ceda 1 elétron.
Ligações Iônicas
• Na ligação iônica as forças eletrostáticas
atraem os íons de cargas opostas, ocorrendo
geralmente entre os metais e não-metais.
• Metais – 1 a 3 elétrons na última camada;
tendência a perder elétrons e formar cátions
(menos eletronegativos).
• Não-Metais – 5 a 7 elétrons na última camada;
tendência a ganhar elétrons e formar ânions
(mais eletronegativos).
Ligações Iônicas
Tabela de Valências
Exemplos
• Verificar a possibilidade de formação de
ligação iônica entre os elementos:

• Magnésio e Cloro

• Alumínio e Oxigênio
Estrutura de Lewis dos Átomos
• Método para colocar os elétrons em átomos,
íons e moléculas por meio de diagramas.
• Consiste no seu símbolo químico rodeado por
um número de pontos correspondentes ao
número de elétrons da camada de valência do
átomo.
• Ex: Sódio e Cloro
Estrutura de Lewis
Substâncias Iônicas
• Toda substância iônica é sólida e forma um
retículo cristalino, nas condições ambientes.
• Os pontos de Fusão (PF) e de ebulição (PE) são
bem altos.
• As substâncias iônicas conduzem corrente
elétrica quando fundidas ou quando
dissolvidas em água.
• Metal + Ametal → Ligação Iônica →
Substância Iônica → Sólido
Exemplo 4
Átomos do elemento X, da família 3A, combina-se com Y,
da família 5A. Sobre estes átomos temos que:

• O elemento X possui na sua camada de valência 3


elétrons.
• O elemento Y possui na sua camada de valência 5
elétrons.
• O composto formado possui fórmula X5Y3.
• O elemento X forma o íon X3+.
• O elemento Y forma o ânion Y3–.
Exemplo 5
• Um elemento químico M apresenta distribuição
eletrônica 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2. Sobre este
elemento podemos dizer que:

• Perde 2 elétrons para se tornar estável.


• Origina cátion bivalente.
• É um metal.
• Forma composto iônico com o cloro.
• Liga-se ao oxigênio formando um composto do
tipo MO.
Exemplo 6
• Sobre o composto formado pela combinação do
elemento X (Z = 20) com o elemento Y (Z = 9)
podemos afirmar que:
• É um composto iônico.
• Tem fórmula XY2.
• Possui cátion X2+
• O ânion presente foi originado pelo átomo de X.
• Apresenta fórmula XY.
Exemplo 7
Sobre ligações iônicas afirma-se:

• Os gases nobres, sem exceção, têm 8 elétrons na


camada de valência.
• Em geral, um átomo torna-se estável, quando adquire
configuração de gás nobre
• Em uma ligação iônica, há transferência de prótons de
um elemento para o outro.
• Uma ligação eletrovalente ocorre entre um metal e um
ametal.
• Todo composto iônico tem alto ponto de fusão.
Ligações Covalentes
• Geralmente é feita entre os não-metais e não
metais, hidrogênio e não-metais e hidrogênio
com hidrogênio.
• É caracterizada pelo compartilhamento de
elétrons.
• Ex. H (Z = 1) K = 1 H – H → H2
• O traço representa o par de elétrons
compartilhados.
Ligação Covalente
Tabela de Elementos e sua Valência
Ligação Covalente Coordenada ou
Dativa
• Existem casos especiais de ligações covalentes
em que o par de elétrons compartilhados é
proveniente apenas de um dos átomos que já
está estável.
Exemplo 8
• Ao formar ligações covalentes com o hidrogênio,
a eletrosfera do carbono adquire configuração
eletrônica de gás nobre. Com isto, é de esperar a
formação da molécula:
a) CH.
b) CH2.
c) CH3.
d) CH4.
e) CH5.
Exemplo 9
• (Mack-SP) A molécula que apresenta somente
uma ligação covalente normal é:
Dados: O (Z = 8); C (Z = 6); F (Z = 9); H (Z = 1).
a) F2.
b) O2.
c) CO.
d) O3.
e) H2O.
Exemplo 10
Ligação Metálica
• Propriedades físico-químicas dos metais:
facilidade em perder elétrons, elevados
pontos de fusão e ebulição, boa condutividade
elétrica e térmica, brilho característico.
• Propriedades são frutos da interação entre os
átomos na rede cristalina que compõem o
metal.
• Os cátions de um metal encontram-se unidos
por um “mar” de elétrons vizinhos.
Ligação Metálica
• Os metais são intimamente organizados por
estruturas unitárias (células unitárias) que se
repetem ao longo da cadeia.
Referências Bibliográficas
• RUSSEL, John B., Química Geral. 2ed. São
Paulo: Makron Books, 2006. 621p. (v.1).
• http://www.infoescola.com/
• http://www.soq.com.br/