Vous êtes sur la page 1sur 62

z

TRAUMATOLOGIA
FORENSE
A Traumatologia Forense
estuda os aspectos médico-
jurídicos das lesões, causadas
pelos agentes lesivos.

Trauma é o resultado da
ação vulnerante que
Ação que machuca
possui energia capaz de
produzir a lesão.
Energias causadoras de danos:

Energias de ordem mecânica;


Energias de ordem física;
Energias de ordem química;
Energias de ordem biodinâmica;
Energias de ordem bioquímica
Energias de ordem físico-química
Meios mecânicos

Perfurantes;
Cortantes;
Contundentes;
Pérfuro-cortantes;
Pérfuro-contundentes;
Corto-contundentes.
Tipos de feridas:

Puntiformes;
Cortantes;
Contusas;
Pérfuro-cortantes;
Pérfuro-contusas;
Corto-contusa.
Lesões produzidas por Ações Perfurantes
Feridas puntiformes – em forma de ponto.
causado por agulha, compasso, estilete, furador de gelo,
prego, espinho, garfo, espeto (de churrasco), entre
outros.

Caracterizada por: abertura estreita, raro sangramento e


pouca agressão na superfície.
AGENTES PERFURANTES SUAS CARACTERÍSTICAS

Trajetória:
 retilínea;
 predomina a profundidade (comprimento) sobre o diâmetro;
 termina em fundo cego (fundo de saco – lesão penetrante);
 pode ser transfixar, com orifício de saída semelhante ao de
entrada.
Lesões produzidas por instrumentos cortantes
• Atuam por pressão e deslizamento(pressão e deslocamento),
com “gume afiado”, atingindo a superfície em ângulos alterados
produzindo feridas cortantes (“ferimentos incisos”).
• Exemplos: navalha, gilete, cutelo, bisturi, lâminas metálicas
afiladas, guilhotina,
AGENTES CORTANTES SUAS CARACTERÍSTICAS

 Regularidade e nitidez de suas margens e bordas;

 Hemorragia quase sempre abundante;

 Comprimento predomina sobre a profundidade;

 Cauda de escoriação;

 Centro mais profundo;


AGENTES
CORTANTES
FERIDAS ESGORJAMENTO
ESPECÍFICAS Lesão na parte anterior
do pescoço.

DEGOLAMENTO
Lesão na parte
posterior (cervical) do
pescoço: secção quase
total do pescoço.
AGENTES
CORTANTES
FERIDAS
ESPECÍFICAS

z ESQUARTEJAMENTO
Separar o corpo em
varias partes.
AGENTES
CORTANTES
FERIDAS
ESPECÍFICAS

CASTRAÇÃO
z
Retirada do órgão.
AGENTES
CORTANTES
FERIDAS
ESPECÍFICAS

z DECAPITAÇÃO
Quando separa-se a
cabeça do restante do
corpo.
AGENTES
CORTANTES
FERIDAS
ESPECÍFICAS
EVISCERAÇÃO
z (ESTILO HARAQUIRI)
É a expulsão das vísceras
através da abertura de todos os
planos da parede abdominal.
Ação Contundente
z
AGENTES CONTUNDENTES
SUAS CARACTERÍSTICAS

LESÕES
Rubefação
* Caracteriza-se pela
congestão repentina e
momentânea de uma região
do corpo.
* Desaparece em pouco
tempo.
AGENTES CONTUNDENTES
SUAS CARACTERÍSTICAS
z

LESÕES
ESCORIAÇÃO
* O atrito provoca o arrancamento da
epiderme e desnudamento da derme;

Escoriação in vita e post mortem:


In vita – cria crosta;
Post mortem – derme fica branca,
não cria crosta.

* É comum nas quedas (famoso


esfolão).

Importância Jurídica: arrastamento,


atropelamento, lesões de defesa
(unhadas), etc.
AGENTES CONTUNDENTES
SUAS CARACTERÍSTICAS
z

LESÕES

EQUIMOSE
* Infiltração hemorrágica
nas malhas dos tecidos.
* São superficiais.
AVALIAÇÃO DA EQUIMOSE

Espectro Equimótico Legrand Du Saulle

           Coloração                     Idade da lesão 


         cor vermelho escura            minutos à horas 
cor negra ou arroxeada            2 a 3 dias
         cor azulada                               4 a 6 dias
         cor esverdeada                         7 a 10 dias
         cor verde amarelada               11 a 15 dias
         cor amarelada                         16 a 20 dias
AGENTES CONTUNDENTES
SUAS CARACTERÍSTICAS
z

LESÕES

HEMATOMA

* Maior extravasamento de
um vaso calibroso.
* Não difusão nas malhas
dos tecidos.
* Acúmulo de sangue,
percebido por palpação.
* Sensação de flutuação.
AGENTES CONTUNDENTES
SUAS CARACTERÍSTICAS
z

LESÕES

BOSSA SANGUÍNEA
* Apresenta-se sobre um
plano ósseo.
* Vulgarmente conhecido
como “galo”
Lesões produzidas por Instrumentos Contundentes
Ferida contusa
Bordas irregulares;
Fundo irregular;
Pouco sangramento;
Integridade de vasos,
nervos e tendões.
Produzidas por:
 Compressão,
 Pressão;
 Arrastamento;
 Explosão;
 Tração.
Fraturas
 Fechadas ou abertas;
 Solução de continuidade (quebra) parcial ou total dos ossos.
Luxações
 Deslocamento de 02 ossos que se articulam

Entorses
 Lesão articular
 Provocadas por movimento exagerado dos ossos que compõe uma articulação.

Ruptura de vísceras internas


Mais comuns:
 Fígado;
 Baço;
 Rins;
 Pulmões;
 Intestinos;
 Pâncreas e glândulas supra-renais.
Ação Perfuro-cortante
 Provocadas por instrumentos de ponta e gume que
atuam pela perfuração e cortam pelas suas bordas
afiadas os planos atingidos,
 Agem por pressão e secção,
 Tem gravidade variável, de acordo com o agente e com
os planos atingidos.

Características:
 Lesão em botoeira (casa de botão)
 Lesões biconvexas (punhal)
 Na forma do agente
Instrumentos Pérfuro-cortantes
Ação Pérfuro-cortantes
Instrumentos de 01 gume:
 Faca, peixeira, canivete, espada.
 Bordas iguais
 Um ângulo agudo e outro arredondado.
 Largura maior que a espessura da lâmina.
Instrumento de 02 gumes Instrumento de 03 gumes

 Punhal, faca vasada...  Lima;


 Bordas iguais;  Ferimentos em forma
 Ângulos agudos. triangular ou estrelada;
 São geralmente graves;
 Lesões em órgãos vitais.
Ação Pérfuro-contundente
Lesões Produzidas por Instrumentos Perfuro-Contudentes

 Mecanismos que perfuram e contundem,


 Ferimentos mais comuns são produzidos por armas de fogo.
 É todo agente traumático que, ao atuar sobre o corpo, perfura
e contunde, simultaneamente; a lesão produzida é a pérfuro-
contusa; Ex.: ponteira de guarda-chuva, projéteis de arma de
fogo (PAF), etc.

o O projétil é o mais típico agente pérfuro-contundente,


o É composto de chumbo e revestido ou não por outros metais,
o Possuem formas variáveis: cilíndricas ou ogivais,
o As munições podem ter carga simples ou única (revólver) ou
múltiplas (cartucheiras).
ESTUDO DA LESÃO
pela distância de disparo do alvo,
pelas características de seus orifícios:
• de entrada,
• de saída,
pela sua trajetória.
Lesões que causam
– perfuração e
– ruptura dos tecidos

Características do ferimento
– bordas irregulares
– predomínio da profundidade
– caráter penetrante ou transfixante.
ORIFÍCIO DE ENTRADA – ORLAS
(SEMPRE PRESENTES)

Ao atingir o corpo, o projétil provoca


– rompimento na pele, formando um orifício em forma tubular no qual se enxuga
de seus detritos (orla de enxugo)
– arrancamento da epiderme (orla de contusão)

Ao se formar o túnel de entrada


– pequenos vasos se rompem formando equimoses em torno do ferimento (orla
equimótica)
ORIFÍCIO DE ENTRADA - ZONAS

• ZONA DE TATUAGEM:
grânulos de pólvora
z na pele
incrustados
margeando o orifício. É fixa.

Croce e Croce Jr. Manual de Medicina Legal,


Ed.Saraiva,2012,p.351
• ZONA DE ESFUMAÇAMENTO: é produzida pelo depósito de fuligem da
pólvora ao redor do orifício de entrada, nos tiros próximos. (Desaparece
com a lavagem.)

Croce e Croce Jr. Manual de Medicina Legal, Ed.Saraiva,2012,p.351


• ZONA DE CHAMUSCAMENTO:
tem como responsável a ação
superaquecida dos gases que
atingem e queimam o alvo.
TIRO À DISTÂNCIA

Forma arredondada
Diâmetro menor que o do projétil
Com orla de escoriação
Com orla equimótica
Orifício de saída
Forma irregular;
Bordos evertidos;
Maior sangramento;
Não apresentam orla de escoriação;
Diâmetro maior que o orifício de entrada.
Trajeto/Trajetória do projétil
 Apresenta sangue coagulado;
 Tecidos lacerados, desorganizado e infiltrados de sangue;
 Corpos estranhos provenientes de outras regiões.

Trajeto: é o caminho percorrido pelo projétil


dentro do corpo da vítima.
 Pode ser:
 transfixante
 não transfixante (projétil retido)

Trajetória: é o caminho percorrido pelo projétil fora do corpo (da


arma até a superfície atingida)
 Pode ser:
 trajeto simples: resultante de projétil único
 trajeto múltiplo: resultante de projéteis múltiplos
Trajeto do
projétil
Lesões produzidas por instrumentos corto-contundentes
São influenciados pela ação contundente;
Ação por deslizamento, percussão, ou pela pressão;

•Características
•bordas irregulares;
•margens que não se coaptam(ajustam);
•sangramento menor que as feridas incisas;
•não apresentam pontes de tecido no fundo da lesão;
•não apresentam cauda de escoriação.

Instrumentos:
 Foice;
 Facão;
 Machado;
 Enxada;
 Guilhotina;
 Serra elétrica...
ENERGIAS DE ORDEM FÍSICA

Agentes de Ordem Física e seus efeitos

Temperatura

Eletricidade
2º grau: vesicação (flictenas ou bolhas 3º grau: escarificação(comprometimento
com exsudato) dermo-epidérmico e do tecido celular

4º grau: carbonização
eletricidade natural agindo letalmente
no homem

NATURAL

eletricidade natural provocando apenas lesões


corporais

qualquer efeito proporcionado por


eletricidade industrial, com ou sem êxito letal
.
ARTIFICIAL

morte por descarga elétrica.


Em Direito Penal é a pena de morte por esse meio, imposta a criminosos em alguns estados dos E.U.A.
ESCAFANDRISTA
USA ESCAFANDRO
ESSA ROUPA DE
MERGULHO
Energia de Ordem Química

Agentes de Ordem Química e seus efeitos

Nesta parte, o estudo é voltado para todas as substâncias


que utilizam-se da ação física, química ou biológica e que
podem causar danos à vida da pessoa se entrar em contato
com os tecidos vivos. Pelo próprio nome, fica mais fácil
entender os casos mais comuns, que são o envenenamento,
além das substâncias cáusticas.
Cáusticos Venenos

Atuam externamente Agrícolas, industriais, etc.

Lesões na pele Podem ser ingeridos por diversas vias

Efeitos coagulantes ou liquefacientes. Líquidos, sólidos ou gasosos.

Penetração, absorção, distribuição,


fixação, transformação, eliminação,
mitridatização, toxicidade, intolerância,
sinergismo, etc.

Procurar sobre a história


do Príncipe Mitrídates.
ENERGIAS BIODINÂMICA

Ocorrem por quadros complexos resultantes de


múltiplos fatores. É aqui que entra o estudo da
síndrome chamada de choque, síndrome da
falência múltipla, etc.
ENERGIAS FÍSICO QUÍMICA

São aquelas energias que impedem a


passagem do ar às vias respiratórias e
alteram a composição bioquímica do sangue,
produzindo um fenômeno chamado asfixia.
Exemplo clássico é a enforcamento.
Usa-se a ação mecânica de constrição cervical e a ação
química é a anóxia(falta de oxigenação no cérebro).
MUITO
OBRIGADA

FIM