Vous êtes sur la page 1sur 9

ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL EM

GRUPOS ESPECIAIS

Unidade 2 - Seção 2.3


O ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL

 Situações especiais:

 Obesidade

 Diabetes

 Hipertensão

 Transtornos alimentares

 Comunidades ou indivíduos carentes


ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL PARA OBESOS

 Acompanhamento psicológico

 Mudanças do comportamento alimentar

 Adesão ao tratamento
 Pensamentos negativos:

 Dicotômicos  “Não vou começar a me alimentar bem hoje,


pois sei que vou ter uma festa no final de semana que vou
comer demais, então nem adianta!”

 Compensatórios  “Já que vou começar a dieta depois da


festa, vou comer tudo que tenho direito até lá!”
ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL PARA OBESOS

Realistas
Diário alimentar Tangíveis

Os pacientes
devem saber Hábitos que
que recaídas podem ser
ou escapes alterados
do plano irão
acontecer
Evitar momentos
em que ocorrem
episódios que vão
Evitar e lutar contra os contra o objetivo
pensamentos negativos e
sentimento de frustração. Autonomia
ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL PARA
HIPERTENSOS E DIABÉTICOS

Mudanças de estilo de vida e comportamentais


Automonitoramento
Controle de estímulos
Substituição de comportamentos
Resolução de problemas
Reestruturação cognitiva
Prevenção de recaídas
ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL PARA
TRANSTORNOS ALIMENTARES

Perturbações do comportamento alimentar


 Anorexia
 Bulimia
 Comer compulsivo

 Grupo de risco:
 Adolescentes e jovens adultas do sexo feminino

 Equipe multidisciplinar
ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL PARA OBESOS

DIÁRIO ALIMENTAR

Data Hora O que comeu? Quanto comeu? Compulsão alimentar? Purgação? Satisfação? Onde/com quem? Sentimento associado

                 

                 

                 

                 

                 

Purgação: uso de laxantes e/ou diuréticos ou enemas, vômito auto-induzido

Compulsão alimentar: ingestão excessiva de alimentos de maneira rápida até o ponto de sentir-se cheio. É caracterizada
pelo impulso incontrolável para comer.
ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL PARA
TRANSTORNOS ALIMENTARES
ACONSELHAMENTO NUTRICIONAL PARA
GRUPOS CARENTES

 Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA)

“O papel do nutricionista como educador e promotor da saúde,


nesses casos, é fazer adaptações e tentar adequar ao máximo as
condições dos indivíduos ao que se considera ideal, tanto na
questão nutricional quanto na questão de segurança alimentar.”