Vous êtes sur la page 1sur 43

m  


 
a  




 
 

  
 ! 
" #
ë$%& '(ëë$) ë
(*ë ë+
,#-  2#/ 01
"  
  

% 34 3 

Ä  .
Ä  
Ä  . ! 
 .
Ä / ! 01
Ä   
.
 
 # Ä 3/  #
3 )&ëë 5% ë
%ë)6'& ë
am  01


 



#
m 7
- 
8/ 

m  /
1  
1
%(%6( 
È%  901 È 
 . :    9.
È/     È- 
  . 

.
È /
5 .
È
 È  
 01/ ! ;  .
È ! 01  È  901
  
 .
á    
á 

 

°

° 
ë
  ###

Intermediavam os contatos com Deus.


,#ë  ! ;  
a   
      a DIVISÃO DA IGREJA
 
m  
 <  
7 01  


 ! 
      

 =
a        

3   
     

 
    01 
 
 
  
    !

  "#$"
   !

M  
 
,#,#>?ë &%@
È %5% A È ë )@
EXCOMUNHÃO CRIAÇÃO DE
HOSPITAIS,
INTERDIÇÃO ORFANATOS E
INQUISIÇÃO LEPROSÁRIOS
INSTITUIÇÃO D O
ASILO DE DEUS
IMPOSIÇÃO DA
ƠTRÉGUA DEUSơ
ë
 3 ###

Garantiam a proteção da sociedade.


ã. Nobreza (reis, condes,
duques, cavaleiros),
a ! m
Juramento solene
de fidelidade do
vassalo perante
suserano..
seu suserano
a 
  m
entrega do feudo
feita pelo suserano
ao vassalo
vassalo..
ã.ã. VASSALAGEM
a Nessa relação, a o vassalo (pessoa
encontramos, de um que recebia feudos do
lado, o suserano suserano,
(proprietário que prometendommlhe
prometendo
concedia feudos a fidelidade)..
fidelidade)
seus protegidos) a  

 m Prestar
a 
  m Dar serviço militar,
proteção militar e durante certo tempo,
prestar assistência a seu suserano
suserano;;
judiciária aos seus
vassalos;
vassalos;
 °

° °


 

 
ë
  3:###

Ralavam na gleba por toda a sociedade.


3. A CLASSE SERVIL
a 5% ' 5 
ë8% &>B@
&>B@
 "  (trabalho de 3
a 4 dias nas terras do
senhor feudal), :
(metade da produção),
3 
(taxas
pagas pela utilização
do moinho e forno do
senhor feudal).

 
a  01 imposto anual pago
pelo simples fato de se estar vivo.

a 9 contribuição de 10%


da produção pago à Igreja.
 

 

%&'#$()$*
 

&!

*$*$#+(,-$.
&
#!

0'1* "1*#2
/$$
$#$3#$!

 45*"$*$##$
0$ * '67"!

*#*'**
*
!
As terras dos feudos
a %
 
: 
terras que pertenciam
exclusivamente ao senhor
feudal. .

a 

   
a 
3 

3 
 terras - 
-  terras
de uso comum.
comum. utilizadas pelos servos,
compreendiam bosques e das quais eles retiravam
pastos, havia uma posse seu próprio sustento e
coletiva da terra recursos para cumprir as
obrigações feudais
feudais..


&




#



ë'ë   )

a  ! #


a 7

 " 
 "   9
#
a 
 
  
  

 

a % 
a  
 mm
/   

8 7 " 
 9

<
"
C C =
a  7 

a Inovações técnicas@ moinho hidráulico,
arado com roda melhorou a produção e a
alimentação
a Diminuição das guerras e das doenças
provocou um AUMENTO DEMOGRÁFICO
 'ë
$)ëC ëC  
1. Pressão demográfica que não era absorvida pela
a

precária estrutura do sistema feudal.


feudal.
a ã. Reatirculação do comércio a partir dos interesses
da população excedente que migrou para os
burgos.
burgos.
a 3. Incidência de saques e ataques aos castelos e
aldeias..
aldeias
a 4. Necessidade de conquistas territoriais como
forma de resolver a profunda crise social
social..
a 5. Organizações das expedições militares
militaresmmreligiosas
no oriente e no ocidente, denominadas de
Cruzadas..
Cruzadas
 &'  ë 5ë%(D' 
%$E

± Campo Econômico
As Cruzadas se apresentavam
contra--ataque da
como um contra
Europa Cristã para romper o
cerco muçulmano que estivera
submetida desde o século VIII
VIII..
± Campo Social
Foram, também, uma forma
Foram,
de aliviar a pressão
demográfica no continente
que ameaçava destruir o
feudalismo.
aCampo Religioso

Para a Igreja Católica o


movimento significou a
possibilidade para expansão da
sua fé.

 9
<F 9
=

a± &  


10

G
13
   ( 
 <@ 
"=
G " &  
a ë
 
 9

a ± /"  ! 
<

=
G

 

G
3 

!  

ë'H$I' 
%$E
a Apesar do fracasso no plano militar, as Cruzadas
mudaram a face da Europa@
a 1. Possibilitando a reabertura do Mediterrâneo à
navegação e ao comércio da EuropaEuropa..
a ã. Proporcionando o reatamento das relações
entre o Ocidente e o Oriente
Oriente..
a 3. Contribuindo para a decadência do feudalismo
e consequentemente reduziu o poder dos
senhores feudais.
a 4. Influenciando no surgimento da burguesia
burguesia..
 ë)(ëë% ë

a /- 
 9

"  

  
3 !


G 
% 
"  
Gë
01 ! ;  
a ë 
"  
 

  

 

 
#& 
 



 !
 

:J
/ / 
 :
:
3 !#

!!"!
ë%' '(ë 
<$)ëC =
± formação dos burgos@
burgos@ deram
origem às cidades
crescimento das cidades em função
do comércio
Cambistas e bancos estimulavam a
circulação de moedas
ë%' '(ë 

a Isolamento dos feudos


a Revoltas camponesas
a Rotas Comerciais
a Novas oportunidades
a Monetarização
a Pestes e epidemias
?ë%(%6( 
% $)
a Rm 7
1     7 01 
 
 que teria contribuído para o desgaste de
sua fertilidade
fertilidade;;
a Rm  
 
  ,

  , que teria
gerado a alternância de períodos chuvosos e
secos e alterações climáticas e ecológicas;
ecológicas;
a Rm    01   01 ! 
associada ao encarecimento dos produtos e ao
esgotamento das minas de ouro e prata da
Europa;;
Europa
a Rm    J   3 
 





 

,, que teria
aumentado consideravelmente o grau de
exploração sobre a massa camponesa.
camponesa.
a Rm  3       K,
  K,
o desenvolvimento de uma economia
comercial e o fortalecimento do poder real.
real.
a Rm  
/ 01 
0L

 4 
,, rompendo a base natural da
 4 

economia feudal.
feudal.
a Rm  
      
  ,, devido ao aumento do volume
  
dos excedentes.
excedentes.
a Rm     01 ! ! ,,
provocando a queda da taxa de
mortalidade.
mortalidade.
a Rm /      

 4  como decorrência da queda
dos rendimentos senhoriais.
senhoriais.
a Rm 7
1  "   a longa
distância, para suprir as carências da
sociedade européia
européia..
a Rm % 
 
nos campos e
cidades como e conseqüência do
aprofundamento da exploração
exploração..
a Rm  01 
  0L

/ ,, defendendo o trabalho artesanal
/ 
nas novas cidades.
cidades.
6'((%' >?ëë
$) ëë5 () ë
a     
 ! 4  fazia
faziammse
necessária a  
 

4 
   
#
   
#
a     
 ! 4/ 
faziammse necessário o  
fazia

3  
0L
1 1mm
 " 
##
 " 

a     
  4 
faziammse necessária a 
3 
fazia
 
/ 
  " 

 " 
##
a     

  fazia
faziammse
necessário um   / 
  

L
 

 

 
#

 
#
a     
  m
 m
  rr fazia
   faziammse necessária uma
/ 0   9  
/
     01#
01#
a     
   fazia
faziammse
necessária uma  ! ;#
! ;#
a     
 
 
faziammse necessária uma 
fazia

1  
  :
:##