Vous êtes sur la page 1sur 27

CNS-014/ICEA 2010

RADIOPERADOR EM
PLATAFORMA MARÍTMA

TRÁFEGO AÉREO

SERVIÇO DE TRÁFEGO AÉREO


REGIÕES DE INFORMAÇÃO DE VOO
22 MILHÕES DE KM2 13 FIR INTERNACIONAIS

20º
FIR
FIR PIARCO

IBO
PANAMÁ
FIR
FIR 10º

PARAMAR
CURACA
MAIQUETIA

OFIR
ROCHAMBEA

FIR
FIR
U
BOGOTÁ
FIR 00º
GUAYAQUIL FIR
FIR DAKAR
AMAZÔNICA
FIR 10º
FIR RECIFE
LIMA
FIR FIR FIR
LA PAZ BRASÍLIA FIR LUANDA

RE
ATLÂNTICO 20º
F
SIS IR

JOANESBURGO
FIR TÊ
N CIA
ANTOFAGASTA FIR
FIR 30º
CURITIBA

FIR
CORDOBA

FIR
SANTIAGO FIR
MONTEVIDÉO 40

FIR
PUERTO MONTT FIR
EZEIZA
50º
FIR FIR
PUNTA ARENAS COMODORO RIVADÁVIA

90º 80º 70º 60º 50º 40º 30º 20º 10ºw 0º


SERVIÇOS DE TRÁFEGO AÉREO
 SERVIÇO DE CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO:
Serviço de Controle de Aeródromo: prestado por uma TWR;
Serviço de Controle de Aproximação: prestado por
- um APP;
- uma TWR a qual tenha sido delegada a função dentro de
determinado espaço aéreo;
Serviço de Controle de Área: prestado por
- um ACC;
- um APP, por delegação dentro de determinado espaço aéreo;
 SERVIÇO DE INFORMAÇÃO DE VOO
 SERVIÇO DE ALERTA

OBS.: uma aeronave controlada deverá estar sob controle de somente um


órgão de controle, o qual terá jurisdição sobre determinado espaço aéreo.
SERVIÇOS DE TRÁFEGO AÉREO
SERVIÇO DE CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO
FINALIDADES: prevenir colisões entre aeronaves e entre
aeronaves e obstáculos na área de manobras e acelerar e manter
ordenado o fluxo de tráfego aéreo.
SERÁ PROPORCIONADO A:
a) todos os vôos IFR nos espaços aéreos Classes A, B, C, D e E;
b) todos os vôos VFR nos espaços aéreos Classes B, C e D;
c) todos os vôos VFR especiais; e
d) todo tráfego de aeródromo nos aeródromos controlados.
SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO DE VOO E DE ALERTA: serão
proporcionados em todas as regiões de informação de voo sob
jurisdição do Brasil.
ACC e o Serviço de Controle de Área

 CONCEITO: órgão que presta serviço ATC aos voos controlados


nas áreas de controle sob sua jurisdição.
 SERVIÇO DE CONTROLE DE ÁREA
Tem como finalidade prestar o serviço de controle de tráfego
aéreo aos vôos controlados nas áreas de controle (aerovias e
outras partes do espaço aéreo assim definidas) a fim de :
- prevenir colisão entre aeronaves ; e
- acelerar e manter ordenado o fluxo de tráfego aéreo.
 JURISDIÇÃO: UTA, CTA, FIR e Áreas/Rotas de Assessoramento
 SUBORDINAÇÃO: os APP e as TWR são subordinadas
operacionalmente ao ACC responsável por aquela FIR.
CENTRO DE CONTROLE DE ÁREA-ACC

• INTERLIGA ÁREAS DE CONTROLE


• AUTORIZA OS PLANOS DE VÔO
•CONTROLA AS AEROVIAS

ACC

APP

TWR

5Km
METEOROLÓGIC
O

PRIMÁRIO E

TIPO DE
SECUNDÁRIO

LP 23M

RADARES
PRIMÁRIO TRANSPORTÁVEL
3D
SECUNDÁRIO
CENTRO DE CONTROLE DE ÁREA-ACC

FIR – Região de Informação de Voo (ACC)

RIO DE
CURITIBA SÃO PAULO JANEIRO

Controle Terminal (APP)

Controle de Aeródromo (TWR)


TRÁFEGO INTERNACIONAL
APP e o Serviço de Controle de Aproximação

 CONCEITO: órgão que presta serviço ATC aos voos controlados


que cheguem ou que saiam de um ou mais aeródromos.
 SERVIÇO DE CONTROLE DE APROXIMAÇÃO
Tem como finalidade emitir autorizações de tráfego às aeronaves
que estiverem voando ou se propuserem a voar dentro de TMA ou
CTR, com o objetivo de:
- manter as separações mínimas estabelecidas entre as acft;
- disciplinar, acelerar e manter ordenado o fluxo de tráfego aéreo;
- orientar e instruir as acft na execução dos procedimentos de
espera, chegada e saída, estabelecidos pelo DECEA.

JURISDIÇÃO: TMA e, por delegação, UTA, CTA, FIR e


Áreas/Rotas de Assessoramento;
SUBORDINAÇÃO: as TWR são subordinadas operacionalmente
ao APP responsável pela TMA em que estão inseridas.
CONTROLE DE APROXIMAÇÃO (APP)

ACC

APP
TWR
5Km

CONTROLA AS AERONAVES EM PROCEDIMENTOS DE SAÍDA


OU CHEGADA EM UMA ÁREA TERMINAL (RAIO DE 74 KM).
AÉREA DE CONTROLE TERMINAL
ESPAÇO AÉREO CONTROLADO
CONTROLE DE APROXIMAÇÃO (APP)

TMA

CTR
TWR e o Serviço de Controle de Aeródromo

 CONCEITO: órgão estabelecido para proporcionar serviço ATC ao


tráfego de aeródromo;
SERVIÇO DE CONTROLE DE AERÓDROMO:
a) Transmitir informações e autorizações às acft sob seu controle
visando Segurança, Ordenação e Rapidez no aeródromo e suas
proximidades para evitar abalroamento entre:
- ACFT no circuito,
- ACFT área de manobras,
- ACFT pousando e decolando,
- ACFT e veículos na área de manobras, e
- ACFT na área de manobras e obstáculos.
ZONA DE TRÁFEGO
CIRCUITO DE TRÁFEGO
PADRÃO
PERNA DO VENTO
  

  
PERNA BASE

PERNA DE TRAVÉS

DIREÇÃO DO VENTO

    

27
09
RETA FINAL

PERNA CONTRA O VENTO

    
CIRCUITO DE TRÁFEGO PADRÃO

CIRCUITO PADRÃO: Acft à reação, 1500 pés; Acft à hélice, 1000 pés;
curvas pela esquerda. Piloto em comando irá ajustar a velocidade no circuito à
perormance da Acft. O DECEA fará constar das VAC os obstáculos próximos do AD.
TWR e o Serviço de Controle de Aeródromo

Área de Manobras – Parte do aeródromo destinado ao pouso,


decolagem e táxi de aeronaves, excluídos os pátios
TWR e o Serviço de Controle de Aeródromo

As TWR são responsáveis em alertar os serviços de segurança e


notificar imediatamente o APP, o ACC e os pilotos em comando
de toda falha ou irregularidade no funcionamento luzes e
equipamentos instalados no AD para orientar o tráfego, bem
como providenciar as soluções;
As TWR deverão reportar ao APP e o ACC as acft que não
efetuarem contato rádio inicial após lhes terem sido transferidas,
ou que, tendo feito o contato inicial, nenhum outro tenha se
efetivado e que, em ambos os casos, deixarem de pousar dentro
de 5 minutos após a hora prevista.
A TWR é o órgão oficial de informação a respeito das horas de
saída e de chegada das aeronaves e de encaminhar essas e
outras informações necessárias ao ACC a que estiver
subordinado.
TWR: Suspensão das Operações VFR

Quando as condições meteorológicas estiverem abaixo dos


mínimos prescritos para a operação VFR, todas as operações
VFR em um aeródromo serão suspensas por iniciativa da TWR.
Sempre que as operações VFR em um aeródromo forem
suspensas, a TWR deverá tomar as seguintes providências:
a) suspender todas as partidas VFR;
b) suspender todos os vôos VFR ou obter autorização para
operação VFR especial;
c) notificar o ACC e o APP das medidas tomadas; e
d) notificar à sala AIS, à administração do aeroporto e, através
desta, aos exploradores das aeronaves as razões que
motivaram a suspensão, sempre que for necessário.
TWR: Mínimos Meteorológicos de AD

TETO: 450m (1500 pés); e VISIBILIDADE: 5.000m


TWR: Mínimos Meteorológicos de AD

Os mínimos meteorológicos de aeródromo para operações de


decolagem IFR são os constantes na AIP MAP (SID).
Os mínimos meteorológicos de aeródromo para operações de
aproximação IFR são os constantes nos respectivos
procedimentos de aproximação por instrumentos, de acordo com
a categoria da aeronave.
Na aplicação dos mínimos meteorológicos de aeródromo, a TWR
deverá considerar as condições meteorológicas predominantes
nos setores de aproximação e de decolagem e informar ao APP
para melhor coordenação de tráfego.
A TWR é órgão credenciado para avaliar as condições
meteorológicas nos setores de aproximação e de decolagem.
TORRE DE CONTROLE - TWR
ACC

APP
TWR
5Km

AUTORIZA O ACIONAMENTO, TÁXI,


DECOLAGEM E POUSO
TORRE DE CONTROLE - TWR
Perguntas?