Vous êtes sur la page 1sur 34

CONCEITOS

FUNDAMENTAIS SOBRE
GLP E GÁS NATURAL
COMPOSIÇÃO DO GLP

Etano, Eteno (traços)


Propano
n-Butano hidrocarbonetos parafínicos
iso-Butano
Propeno
n-Buteno hidrocarbonetos olefínicos
iso-Buteno
Butadieno-1,3 (traços)
iso-Pentano (traços)
COMPOSIÇÃO DO
GÁS NATURAL

Antes da UPGN:
• metano
• etano
• propano (gases liqüefeitos
• butano do petróleo)
• C5 a C11 (gasolinas naturais)
• CO2
• nitrogênio
• hélio (traços)
COMPOSIÇÃO DO
GÁS NATURAL

Após a UPGN:
• metano (± 90%)
• etano (5 - 8%)
• propano ( < 3%)
• butano
• C5 a C11 (traços)
• hélio
• CO2
• nitrogênio
COMPOSIÇÃO TÍPICA
DOS GASES NATURAIS
COMPONENTE CAMPOS SANTOS BOLÍVIA
(% volume)
Metano CH4 89,35 88,321 91,800
Etano C2H6 8,03 6,064 5,580
Propano C3H8 0,78 3,073 0,970
Iso-Butano C4H10 0,04 0,443 0,030
N-Butano C4H10 0,03 0,704 0,020
Pentano C5H12 0,01 0,273 0,100
Hexano + - 0,080 -
CO2 0,48 0,157 0,800
Nitrogênio 1,28 0,683 1,420
QUEIMA DOS GASES

Gases naturais e GLP: hidrocarbonetos

C + O2 CO2 + 8 133 kcal/kg C


H2 + 1/2 O2 H2O + 34 500 kcal/kg H

(queima estequiométrica)
PODER CALORÍFICO
DE GASES COMBUSTÍVEIS
Pode ser expresso em:
• kcal/kg, kJ/kg, BTU/lb (base massa)
• kcal/m³, kJ/m³, BTU/pé³ (base volume)
base volume:
Nm³ (CNTP)
Sm³ ou m³ (standard - 760 mm Hg e 15,6ºC)
outras referências a 20º, 21,1º e 25ºC
PODER CALORÍFICO SUPERIOR

Calor total obtido pela queima do gás


(1m³, 1pé³, 1kg) + ar estequiométrico.
Temperatura de referência: 15,6ºC (60ºF)
(gás, ar e produtos da combustão)
A água gerada pela queima do H2 estará
no estado líquido e na temp. referência.
PODER CALORÍFICO INFERIOR

Poder Calorífico Superior


- calor latente (540,0 kcal/kg água)
- calor sensível (84,4 kcal/kg água)

Poder Calorífico Inferior


PODERES CALORÍFICOS
DOS GASES COMBUSTÍVEIS
GÁS kcal/Nm³ kcal/kg
PCS PCI PCS PCI

Hidrogênio 3050 2570 33889 28555


Metano 9530 8570 13284 11946
Etano 16700 15300 12400 11350
Eteno ou etileno 15100 14200 12020 11270
Gás natural de Campos 10060 9090 16206 14642
Gás natural de Santos 10687 9672 15955 14440
Gás natural da Bolívia 9958 8993 16494 14896
Propano 24200 22250 12030 11080
Propeno ou propileno 22400 20900 11700 10940
n-Butano 31900 29400 11830 10930
iso-Butano 31700 29200 11810 10900
Buteno-1 29900 27900 11580 10830
iso-Pentano (líquido) - - 11600 10730
GLP (médio) 28000 25775 11920 10997
Acetileno 13980 13490 11932 11514
Monóxido de carbono 3014 3014 2411 2411
DENSIDADES DOS
GASES COMBUSTÍVEIS

massa
densidade absoluta =
volume unitário

unidades: kg/m³, kg/Nm³, lb/pé³


DENSIDADES DOS
GASES COMBUSTÍVEIS

dens. absoluta do gás


densidade relativa =
dens. absoluta do ar

unidade: não há (adimensional)


DENSIDADES DOS
GASES COMBUSTÍVEIS

gases com densidades > ar atmosférico

acúmulo temporário em partes baixas

gases com densidades < ar atmosférico

acúmulo temporário em partes altas


LEI DE GRAHAM
As velocidades de difusão são inversamente
proporcionais às raízes quadradas das
densidades dos gases.

AR

GLP
DENSIDADES DOS
GASES COMBUSTÍVEIS
GÁS Densidade Absoluta Densidade Relativa
(kg/Nm³) ao ar (adimensional)
Ar 1,29 1,00
Hidrogênio 0,09 0,07
Metano 0,72 0,56
Etano 1,35 1,05
Eteno (ou etileno) 1,26 0,98
Gás natural de Campos 0,79 0,61
Gás natural de Santos 0,83 0,64
Gás natural da Bolívia 0,78 0,60
Propano 2,01 1,56
Propeno (ou propileno) 1,91 1,48
n-Butano 2,69 2,09
iso-Butano 2,68 2,08
Buteno-1 2,58 2,00
GLP (médio) 2,35 1,82
Acetileno 1,17 0,91
Monóxido de carbono 1,25 0,97
NÚMERO DE WOBBE
OU ÍNDICE DE WOBBE

poder calorífico superior


WSUPERIOR =
densidade relativa ao ar

poder calorífico inferior


WINFERIOR =
densidade relativa ao ar
NÚMERO DE WOBBE

Unidades:
kcal/m³, kJ/m³, BTU/pé³
As unidades do número de Wobbe são as
mesmas unidades do poder calorífico.
Representa o fluxo de calor através de
orifício submetido a pressões constantes.
NÚMERO DE WOBBE
GÁS Nº de Wobbe Superior Nº de Wobbe Inferior
(kcal/Nm³) (kcal/Nm³)

Hidrogênio 11528 9714


Metano 12735 11452
Etano 16298 14931
Eteno (ou etileno) 15253 14344
Gás Natural de Campos 12837 11597
Gás Natural de Santos 13307 12043
Gás Natural da Bolívia 12834 11591
Propano 19376 17814
Propeno (ou propileno) 18413 17180
n-Butano 22066 20336
iso-Butano 21980 20247
Buteno-1 21142 19728
GLP (médio) 20755 19106
Acetileno 14655 14141
Monóxido de carbono 3060 3060
NÚMERO DE WOBBE

Principais aplicações:
• cálculo de orifícios e injetores;
• cálculo para substituição de gases;
• cálculo de misturas ar - propanado
para substituição de gases naturais.
Mistura ar - GLP que substitui
o gás natural da Bolívia
PCS = 9 958 kcal/Nm³
Gás nat. Bolívia Dens. rel. ar = 0,602
Wobbe = 12 834 kcal/Nm³
PCS = 28 205 kcal/Nm³
GLP Dens. rel. ar = 1,76
Wobbe = 21 260 kcal/Nm³
Mistura ar - GLP PCS = 15 243,4 kcal/Nm³
(54,045% GLP Dens. rel. ar = 1,4107
+ 45,955% ar) Wobbe = 12 834 kcal/Nm³
TEMPERATURA
ADIABÁTICA DE CHAMA

Sistema termicamente isolado


Calor liberado

aquecimento dos
produtos da combustão
TEMPERATURA
ADIABÁTICA DE CHAMA

1,0 kg GLP (20ºC) 1,0 kg GLP (20ºC)


(11 900 kcal) (11 900 kcal)
+ 15,7 kg ar (20ºC) + 3,6 kg O2 (20ºC)

3,0 kg CO2
3,0 kg CO2
1,6 kg H2O
1,6 kg H2O
12,1 kg N2
(1975ºC) ( 2820ºC)
TEMPERATURA
ADIABÁTICA DE CHAMA

GÁS COMBURENTE a 20ºC


a 20ºC Ar (ºC) Oxigênio (ºC)
Metano 1957 2810
Etano 1960 -
Propano 1980 2820
Butano 1970 -
Hidrogênio 2045 2660
Acetileno 2400 3100
TEMPERATURA MÍNIMA
DE AUTO IGNIÇÃO

É uma temperatura limite acima da qual


uma mistura de um gás combustível e
um comburente se inflamam,
espontaneamente,
sem presença de chama ou centelha.
TEMPERATURA MÍNIMA
DE AUTO IGNIÇÃO

GÁS COMBURENTE
Ar (ºC) Oxigênio (ºC)
Metano 580 555
Etano 515 -
Propano 480 470
Butano 420 285
Monóxido de carbono 630 -
Hidrogênio 570 560
Acetileno 305 296
CAMPO DE INFLAMABILIDADE

mistura pobre: gás + ar (N2 + O2)


CAMPO DE INFLAMABILIDADE

mistura rica: gás + ar (N2 + O2)


CAMPO DE INFLAMABILIDADE
(OU CAMPO DE EXPLOSIVIDADE)
GÁS COMBURENTE
Ar Oxigênio
Limites Inf. (%) Sup. (%) Inf. (%) Sup. (%)
Metano 5,0 15,0 5,0 60,0
Etano 3,0 12,4 3,0 66,0
Eteno (etileno) 2,7 36,0 2,9 80,0
Propano 2,8 9,5 2,3 45,0
Propeno (propileno) 2,0 11,1 2,1 52,8
Butano 1,8 8,4 1,8 40,0
Monóxido de carbono 12,0 75,0 - -
Hidrogênio 4,0 75,0 4,0 94,0
Acetileno 2,2 80 / 85(*) 2,8 93,0

Gás e comburente a 20ºC e 1 atm


VELOCIDADE DE CHAMA
(OU VELOCIDADE DE IGNIÇÃO)

• Processo experimental
• Valores encontrados dependem das
condições dos testes

gás + comburente

• V máx. próximo da proporção estequiométrica


VELOCIDADE DE CHAMA

COMBURENTE
GÁS Ar Oxigênio
(m/seg) (m/seg)
Metano 0,4 3,9
Propano 0,45 / 0,5 3,3 / 3,9
Butano 0,35 3,3
Acetileno 1,46 7,6
Hidrogênio 2,66 14,35
VELOCIDADE DE CHAMA

Gás natural com ar


Vchama
0,4 m/s

5 15 % gás na mistura
VELOCIDADE DE CHAMA

GLP com ar
Vchama
0,35
a 0,5
m/s
2 9 % GLP na mistura
Site da Krona
Cursos e seminários sobre gases
combustíveis estão disponíveis no
website: www.krona.srv.br

Autor: fcorner@krona.srv.br